Mais uma: concorrência contrata diretora demitida pela Globo

Whatsapp

André Santana

Após 29 anos de serviços prestados, a diretora Maria de Médicis não veste mais a camisa da Globo. A profissional não teve seu contrato com a emissora renovado no último mês de março e, agora, iniciará um novo trabalho numa nova casa.

Maria de Médicis

A diretora acumulou diversos trabalhos de destaque na Globo, como JK (2006), Paraíso Tropical (2007), Sangue Bom (2013) e Segundo Sol (2018), entre vários outros. Ela também assinou a direção do premiado especial de Natal Juntos a Magia Acontece (2019).

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora, Maria de Médicis defenderá as cores da Netflix. A diretora foi contratada pela plataforma de streaming para integrar o time de diretores da segunda temporada de De Volta aos 15, série protagonizada por Maisa Silva e Camila Queiroz.

Camila Queiroz

A atração, cuja primeira temporada estreou em fevereiro deste ano, conta a história de Anita, vivida inicialmente por Camila Queiroz. Ao completar 30 anos, a jovem volta magicamente aos seus tempos de 15, quando passa a ser vivida por Maisa Silva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veteranos

Wolf Maya

A saída de importantes diretores dos quadros da TV Globo tem ficado cada vez mais comum. Por conta do projeto Uma Só Globo, que unificou os canais do grupo, e a preferência por contratos por obra, a emissora acabou abrindo mão de acordos de exclusividade com vários profissionais da área.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A debandada começou em 2016, quando Wolf Maya deixou o canal. Após responder pela direção artística de I Love Paraisópolis (2015), o diretor não teve seu contrato renovado e saiu da emissora em 2016. Maya trabalho na Globo por mais de 35 anos.

Outro veterano a deixar a estação foi Luiz Fernando Carvalho. Responsável pela direção de sucessos como O Rei do Gado (1995) e Hoje É Dia de Maria (2005), Carvalho foi dispensado pelo canal após 30 anos de serviço. Seu último trabalho na casa foi a minissérie Dois Irmãos (2017).

Já no ano passado, a Globo dispensou Denise Saraceni, que trabalhou na emissora por 40 anos. Primeira mulher a se tornar “diretora de núcleo” no canal, Saraceni esteve à frente de grandes sucessos da dramaturgia, como Anjo Mau (1997), Torre de Babel (1998), Belíssima (2005) e Cheias de Charme (2012).

Por fim, este ano, quem se despediu da emissora foi Dennis Carvalho. Em junho, a Globo anunciou o fim da parceria fixa com o diretor, responsáveis por clássicos como Dancin’ Days (1978), Vale Tudo (1988) e Celebridade (2003).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lista grande

Vinicius Coimbra

Mauro Farias, André Felipe Binder, Vinícius Coimbra (foto acima) e Joana Jabace são outros diretores que deixaram a Globo nos últimos tempos. Eles se juntam a vários autores, atores e apresentadores que não tiveram seus acordos renovados com o canal.

Ou seja, a Globo vive uma grande renovação. Enquanto isso, o streaming tem absorvido grande parte dos profissionais que deixaram a emissora. É um novo tempo.

Whatsapp


Leia também