Mais de 40 anos depois, Globo corrige maior erro de Elas por Elas

Remake do clássico de Cassiano Gabus Mendes está mudando os rumos da trama

Whatsapp

André Santana

O remake de Elas por Elas não conseguiu repetir o êxito da trama original de Cassiano Gabus Mendes. No entanto, a história escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson tem suas qualidades, já que coloca nos trilhos algumas tramas que não foram desenvolvidas adequadamente na primeira versão.

Deborah Secco como Lara em Elas por Elas
Deborah Secco como Lara em Elas por Elas (divulgação/Globo)

Neste contexto, os autores da releitura pretendem corrigir alguns erros, inclusive apostando em novos desfechos. A conclusão da trama de 1982 acabou frustrando parte do público e, por isso, as coisas devem ser diferentes em 2024, sobretudo no que se refere ao final feliz de alguns dos casais principais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quem vai ficar com Mário?

 

Leia mais

Vivido por Luis Gustavo, o detetive Mário Fofoca se tornou a grande sensação da primeira versão de Elas por Elas. O personagem roubou a cena e praticamente ofuscou as sete mulheres que lideram o enredo. Por isso, o público torcia por um final feliz para o detetive.

Assim como no remake, Márcia (Eva Wilma) – atual Lara (Deborah Secco) – se apaixonou por Mário e fez de tudo para ficar com ele. Mas, no final da novela, eles não ficavam juntos, já que a ricaça chegava à conclusão de que Mário era “puro demais” para ela.

Porém, na nova versão, o final deve ser diferente. Mário e Lara ganharam a torcida do público e os autores do remake, desta vez, devem dar um desfecho feliz ao casal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Final do casal jovem

Filipe Bragança e Rayssa Bratillieri
Filipe Bragança e Rayssa Bratillieri (Divulgação / Globo)

Na primeira versão de Elas por Elas, Gil (Lauro Corona) e Miriam (Tássia Camargo) se apaixonaram. Mas enfrentaram a resistência de Helena (Aracy Balabanian), que não aceitava o filho namorando a filha de sua maior rival, Adriana (Esther Goes).

Os dois personagens tiveram um final “em aberto” em 1982. Gil e Miriam decidem viajar juntos, mas como amigos e sem compromisso. Com isso, não fica muito claro se, em algum momento, eles retomaram o relacionamento ou não.

Já no remake, os personagens se chamam Giovanni (Filipe Bragança) e Ísis (Rayssa Bratillieri). Atualmente, o casalzinho está separado por conta de uma armação de Cris (Valentina Herszage), mas a ativista logo vai descobrir estar esperando um bebê do amado. Tudo leva a crer que eles terminarão juntos e formarão uma família no final da trama.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Amigas e rivais

Isabel Teixeira e Thalita Carauta em Elas por Elas
Isabel Teixeira e Thalita Carauta em Elas por Elas (Reprodução / Globo)

Assim como no remake, Adriana e Helena eram grandes rivais na primeira versão de Elas por Elas. O motivo para a contenda era Jaime (Carlos Zara), que namorou Adriana no passado, mas acabou se casando com Helena.

O reencontro das sete amigas serve para reaproximar Jaime e Adriana. Na época, a ideia era que ele abandonasse Helena e fosse viver com a veterinária. Porém, a censura não permitiu que a trama fosse desenvolvida, já que Jaime era casado e não poderia viver com outra mulher.

Já na nova versão, não houve esse problema. Jaime, que foi rebatizado como Jonas (Mateus Solano), deixou a casa de Helena logo no começo de Elas por Elas e passou a viver com Adriana. O casal passa por adversidades, mas deve ter direito ao final feliz que foi negado na primeira versão.

Whatsapp


Leia também