A maior fria das carreiras de Golias e Carlos Alberto de Nóbrega: "É muita ganância" - TV História

A maior fria das carreiras de Golias e Carlos Alberto de Nóbrega: “É muita ganância”

Whatsapp

Muitas amizades e parcerias marcaram a história da televisão brasileira. Uma delas foi Ronald Golias e Carlos Alberto de Nóbrega, que se tratavam como irmãos dentro e fora dos palcos. Carlos Alberto foi uma “escada” perfeita para Golias em A Praça é Nossa, A Escolinha do Golias e nos programas da velha Record. O sucesso e a risada eram garantidos com essa dupla.

De tantas histórias vividas por ambos, uma delas ficou bem famosa ao ser contada, de forma hilária, por Golias.

Carlos Alberto de Nóbrega e Ronald Golias

Por conta do grande sucesso da dupla, a rotina de shows e viagens era intensa, principalmente na ponte área Rio-São Paulo. Num desses dias, os dois pegaram um táxi depois de sair da TV Tupi do Rio rumo ao aeroporto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ambos pediram ao taxista para botar o pé no acelerador e correr rumo ao destino. Mas, naquele dia, o tempo estava ruim e chovia muito na cidade maravilhosa.

Mesmo com todo esse perigo, o motorista seguiu o pedido das duas estrelas e acelerou pelas ruas e avenidas cariocas.

“Não precisa pagar a corrida”

Carlos Alberto de Nóbrega e Ronald Golias em A Praça é Nossa

Perto do Aterro do Flamengo, o condutor perdeu o controle do carro, que acabou capotando e caindo nas areias da Praia do Flamengo. Segundo Golias, o. veículo capotou cerca de cinco vezes e ficou totalmente destruído.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao sair, Golias constatou que estava tudo bem com ele e então foi conversar com o motorista do táxi, que apenas disse: “Não precisa pagar a corrida, apenas peço para que não conte nada para o pessoal do ponto”.

Ao questionar o taxista como estava o Carlos Alberto, Golias o viu sentado na areia, olhando para baixo e, ao perguntar se ele estava bem, o amigo balançou a cabeça negativamente.

“É muita ganância… É muita ganância… Eu não vou continuar mais… Trabalhar pra quê? Não leva a nada”, disse, desapontado.

Os dois foram socorridos e levados a um hospital público da cidade. Lá, encontraram alguns bandidos feridos, que os reconheceram e conversaram como se fossem amigos de longa data.

Carlos Alberto pensou realmente em parar de trabalhar, mas foi apenas naquele momento. A dupla continuou firme e forte, fazendo a alegria dos telespectadores por muitos anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carlos Alberto nunca se esqueceu do parceiro e até hoje se lembra dele com muito carinho. Em uma entrevista para o Domingo Legal, em 2014, ele afirmou que cuidava de Golias como se fosse um filho.

“Fui amigo, fui irmão e, nos últimos dez anos, fui pai dele. Grande amigo, grande companheiro. Faz uma falta danada, muito mais como amigo do que como artista”, disse, emocionado.

Em 2005, Ronald Golias acabou falecendo em decorrência de uma infecção generalizada.

Whatsapp


Leia também