Em 2000, leilão de sunga colocou Gugu e Thiago Lacerda em pé de guerra - TV História

Em 2000, leilão de sunga colocou Gugu e Thiago Lacerda em pé de guerra

Whatsapp

É inegável que o Domingo Legal foi o grande sucesso da carreira de Gugu e um grande campeão de audiência aos domingos. Do mesmo modo, foi um grande campeão de polêmicas. Uma delas envolveu o ator Thiago Lacerda e uma sunga.

Em 2000, Gugu fazia leilões de objetos e peças de roupas de pessoas famosas para ajudar instituições de caridade pelo Brasil. Lacerda, que na época estava tendo um grande êxito com o personagem Matteo, de Terra Nostra, da Globo, participou da encenação da Paixão de Cristo, peça que conta os últimos momentos de Jesus Cristo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O apresentador do SBT então exibiu uma sunga e disse que a mesma havia sido usada pelo ator global na referida peça teatral e que estava sendo colocada em leilão para quem quisesse comprar e auxiliar uma instituição.

Essa situação revoltou Lacerda, que afirmou que não havia usado o calção de banho e que iria processar Gugu pelo uso indevido de sua imagem. A polêmica ganhou os jornais e revistas e o animador apostou no assunto para ganhar audiência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gugu disse que o ator não estava sendo solidário, que aquele fato era muito mais importante que imagem ou status. O ator e modelo Rafael Zulu, que estaria na novela Laços de Família, fez a doação de uma cueca para o programa do SBT. Com toda essa confusão de sungas e cuecas, o Domingo Legal atingiu 22 pontos no Ibope contra 19 do Domingão do Faustão.

Mesmo com todo o apelo de Gugu, Thiago Lacerda processou o apresentador. Naquela época, o ator buscou levar à Justiça todos aqueles que usavam sua imagem indevidamente. Após nove anos, Gugu foi condenado a pagar uma indenização de R$ 550 mil a ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não preciso desse dinheiro, só processei o apresentador porque fui desrespeitado. Eles inventaram uma mentira. Aquela sunga não era minha e eles usaram meu nome. Isso é um pequeno reflexo da impunidade que impera no Brasil”, declarou Thiago em 2011, para o jornal Extra.

No mesmo ano, em entrevista ao jornalista Ricardo Feltrin, Gugu disse que toda a questão do leilão foi um grande erro e que gostaria de pedir desculpas ao artista.

“Eu admiro e respeito demais o Thiago, olha o ator em que ele se transformou! Esse processo começou com um grande erro. Ou melhor, com uma sequência de erros, um deles porque eu acreditei na minha produção (sobre a veracidade da peça). Esse caso me incomodou e incomoda tanto que, nesses anos, por várias vezes pensei em pedir ao Jayminho (Monjardim), nosso amigo em comum, para que me colocasse em contato com o Thiago”, revelou o apresentador, que morreu em um acidente caseiro, há dois anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após essas declarações de Gugu, Thiago Lacerda disse que teria sido melhor solucionar o caso de forma pacífica.

“Eu era um iniciante na TV. Hoje, mais maduro, acho que pegaria o telefone e ligaria direto para o Gugu. A gente resolveria isso”, afirmou o ator a Ricardo Feltrin.

Depois da morte do apresentador, não se falou mais sobre o desfecho do processo. A briga ficou apenas no passado, numa fase em que os programas de auditório buscavam, de todas as formas possíveis, o ponto mais alto do Ibope.



Leia também