Já era: 3 erros que não serão corrigidos até o fim de Terra e Paixão

Saiba quais são as falhas que não serão corrigidas na novela das nove da Globo

Whatsapp

André Santana

Terra e Paixão entra na reta final elucidando seus principais segredos. A revelação do assassino de Agatha (Eliane Giardini) e a prisão de Dirceu (Eriberto Leão), o abusador de Petra (Debora Ozório), devem marcar os próximos capítulos da trama da Globo.

Cauã Reymond e Barbara Reis em Terra e Paixão
Caio (Cauã Reymond) e Aline (Barbara Reis) em Terra e Paixão (Divulgação / Globo)

Porém, a novela de Walcyr Carrasco não dá sinais de que pretende reparar alguns erros que a acompanham desde a estreia. Ao que tudo indica, o folhetim protagonizado por Caio (Cauã Reymond) e Aline (Barbara Reis) vai terminar deixando o público um tanto frustrado ao passar por cima de várias falhas.

Confira abaixo três erros de Terra e Paixão que não serão corrigidos no final da trama.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mocinhos sem graça

Cauã Reymond em Terra e Paixão
Cauã Reymond em Terra e Paixão (reprodução/Globo)

Os protagonistas de Terra e Paixão estão entre os principais erros da novela escrita por Walcyr Carrasco e Thelma Guedes. Aline e Caio não empolgaram o público no início e, ao que parece, chegarão ao final da trama do mesmo jeito.

A batalha de Aline por suas terras girou em círculos e acabou ofuscada por outras histórias. Já o perfil de Caio, excessivamente ingênuo, não o ajudou a conquistar a torcida do público. O casal se viu sem função durante boa parte da trama.

Nos últimos capítulos de Terra e Paixão, a coisa não deve melhorar. Aline e Caio tentam proteger os futuros herdeiros das garras de Antônio La Selva (Tony Ramos), mas essa guerra familiar está longe de envolver o público.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tramas abandonadas

Renata Gaspar e Camilla Damião em Terra e Paixão
Renata Gaspar e Camilla Damião em Terra e Paixão (Divulgação / Globo)

Terra e Paixão prometeu várias histórias que acabaram ficando pelo caminho. O núcleo indígena, por exemplo, só ganhou importância com a chegada de Vinícius (Paulo Rocha). Mas havia a promessa de uma história de amor envolvendo Yandara (Rafaela Cocal), Rudá (João Vitor da Silva) e Franco (Gil Coelho) que ficou pelo caminho, assim como um provável envolvimento entre Iraê (Suyane Moreira) e Caio.

O romance entre Menah (Camilla Damião) e Mara (Renata Gaspar) também não teve grande espaço. Havia a previsão de que o casal de mulheres enfrentaria muitos preconceitos, mas as personagens acabaram ficando apagadas.

Algo parecido aconteceu com os personagens que circulam no bar Naitendei. Após a morte de Cândida (Susana Vieira), o núcleo perdeu completamente a importância e passou a servir apenas para “encher linguiça”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem punição

Anely (Tatá Werneck) e Tadeu (Claudio Gabriel) em Terra e Paixão
Anely (Tatá Werneck) e Tadeu (Claudio Gabriel) em Terra e Paixão (reprodução/Globo)

Além disso, Terra e Paixão errou feio ao “passar pano” para personagens que cometeram infrações graves. Ao que tudo indica, eles devem chegar ao final da novela sem serem devidamente punidos.

Tadeu (Claudio Gabriel), por exemplo, se revelou um stalkeador abusivo, que chegou a agarrar Anely (Tata Werneck) à força. A história do personagem foi toda levada com humor, o que foi um erro, já que Tadeu é um abusador obsessivo e mau-caráter.

Andrade (Ângelo Antônio) também não foi punido por agredir Lucinda (Débora Falabella). Bastou alguns capítulos de “sofrimento” para o personagem ganhar a redenção. Ele até deve ter um final feliz ao lado de Gladys (Leona Cavalli).

Terra e Paixão ficará no ar até o dia 19 de janeiro, dando lugar ao remake de Renascer, que estreia no dia 22.

Whatsapp


Leia também