Investigação da Globo aponta culpada pelo fiasco de Elas por Elas

Saiba o que a emissora identificou como o grande problema da atual novela das seis

Whatsapp

O autor Cassiano Gabus Mendes foi ousado ao apostar no multiprotagonismo ao criar o enredo de Elas por Elas. O novelista contou uma história narrada por sete mulheres, todas com o mesmo peso na trama e liderando núcleos distintos, o que deu uma estrutura diferenciada ao folhetim.

Deborah Secco, Mariana Santos e Isabel Teixeira em Elas por Elas
Deborah Secco, Mariana Santos e Isabel Teixeira em Elas por Elas (divulgação/Globo)

A proposta deu muito certo em 1982, mas se revelou um tiro n’água em 2023, no remake da novela escrito por Thereza Falcão e Alessandro Marson. O fato de a trama das seis da Globo ter sete protagonistas tem deixado o público confuso, o que pode explicar a baixa audiência do folhetim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sete mulheres

Protagonistas de Elas por Elas
Protagonistas de Elas por Elas (divulgação/Globo)

Normalmente, uma novela tem como protagonistas um casal principal e um grande vilão disposto a atrapalhá-los, compondo uma estrutura folhetinesca tradicional. No entanto, Elas por Elas foge da regra ao contar com sete protagonistas.

Lara (Deborah Secco), Taís (Késia), Adriana (Thalita Carauta), Helena (Isabel Teixeira), Carol (Karine Teles), Renée (Maria Clara Spinelli) e Natália (Mariana Santos) lideram o enredo da novela das seis. A história é toda amarrada a partir da amizade delas, mas cada uma tem seus próprios núcleos e vivem situações que correm paralelamente.

Leia mais

É possível identificar tipos nessa galeria de sete mulheres. Adriana e Renée, por exemplo, são típicas mocinhas: a primeira vive um grande romance, enquanto a segunda sofre um revés da vida, mas batalha para se reerguer. Enquanto isso, Helena assume o posto de vilã-mor, rivalizando principalmente com Adriana. Já Lara e Carol têm um pé no cômico, enquanto Natália injeta o suspense.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Trama confusa

Mariana Santos e Luan Argollo - Elas por Elas
Mariana Santos e Luan Argollo em Elas por Elas (Reprodução / Globo)

Elas por Elas tem uma estrutura bem armada, já que as sete protagonistas vivem suas próprias histórias, mas que são potencializadas cada vez que elas se reúnem. Isso dá uma identidade muito própria à novela.

Porém, o público não consegue compreender bem esta proposta. Ao menos é o que sugere o resultado do grupo de discussão promovido pela Globo para avaliar a novela. De acordo com o site F5, da Folha de S. Paulo, a análise apontou que os espectadores ficaram confusos com a estrutura da trama.

Segundo a publicação, o público não consegue entender a dinâmica da trama com sete protagonistas. Ao que tudo indica, o espectador precisa identificar um herói e torcer por ele, mas tem dificuldades em fazer essa identificação em Elas por Elas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Erros e acertos em Elas por Elas

Rayssa Brattilieri e Filipe Bragança em Elas por Elas
Rayssa Brattilieri e Filipe Bragança em Elas por Elas

Ainda de acordo com a Folha, o público também desaprovou o tom exagerado de algumas interpretações. O tom elevado das composições não combinaria com a proposta de uma trama contemporânea, fazendo tudo soar falso, de acordo com os espectadores.

O grupo de discussão da novela também desaprovou o casal Giovanni (Filipe Bragança) e Ísis (Rayssa Bratillieri), considerando os pombinhos “chatos”. Outra crítica diz respeito à história de Taís, que anda em círculos desde o início da novela, e também ao horário da novela – o público achou que a trama deveria ir ao ar às 19h.

No entanto, o resultado do grupo de discussão também trouxe pontos positivos. O público aprovou a história de Renée e considerou acertada a maneira como a novela fala sobre transexualidade. O Mário Fofoca de Lázaro Ramos também foi aprovado pelos espectadores, bem como o casal formado com Lara. Já existe uma torcida para que o romance avance.

Com o resultado da pesquisa em mãos, a Globo já deve começar a fazer ajustes no texto para tentar elevar a audiência da trama.

Whatsapp


Leia também