Hans Donner estava insatisfeito na geladeira da Globo: “Destruíram a marca”

Whatsapp

A trajetória de Hans Donner se confunde com a história de sucesso da Globo. O designer austríaco foi contratado para mudar a marca da emissora carioca e acabou criando um logo icônico em um simples guardanapo.

Hans Donner

O talento do profissional o levou a fazer inúmeros trabalhos marcantes, em aberturas de novelas, como Tieta, Selva de Pedra e Deus Nos Acuda, de jornalísticos, como Fantástico e Jornal Nacional, e programas diversos, premiadas em diversas partes do mundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 2013, a emissora carioca lançou um logo mais leve e limpo, deixando de lado o estilo cromado e metálico, inserindo uma cor neutra e usando um movimento suave com as cores.

Leia mais

O criador da marca da Globo sempre foi o responsável pela mudança do desenho e das formas, atualizando e seguindo à risca o que era tendência no design e os objetivos da emissora.

Insatisfação

Hans Donner

A cada atualização, o público se surpreendia com o arrojo e o talento do profissional, sempre à frente do tempo. Essas alterações, no entanto, nem sempre agradaram ao profissional.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Durante todos esses anos, o logo da Globo foi castigado porque os computadores interferiram muito na filosofia e na limpeza do símbolo. Cada novo designer queria colocar reflexo, metal, etc. Os caras que trabalharam comigo destruíram a marca. Não propositalmente. Mas, de fato, ela piorou. Está na hora de limpar meu filhote e adicionar vida”, disse o designer ao portal RD1 em 2013.

Essa declaração de Hans mostrava que, naquela época, ele já não estava tão ligado à criação de vinhetas e aberturas, dando somente algumas opiniões, mas bem longe do trabalho que coordenava anos atrás.

Hans Donner

“Eles me deixaram lá [na Globo] por respeito. Não tinha mais a minha assinatura real. Não tive a chance de entrar no ‘Jornal Nacional’ e dizer muito obrigado, que estava em uma jaula maravilhosa de ouro e criando coisas novas. Sou muito grato. A TV Globo me deu uma oportunidade que nenhum designer gráfico do mundo todo teve até hoje, atingindo milhões de pessoas por dia. É inimaginável”, desabafou em uma entrevista recente para o UOL.

“A minha equipe desmanchou, o Boni não estava mais lá. O padrão Globo foi muito elevado, bateu no teto. E o mundo mudou. Provavelmente, não faz mais sentido gastar uma fortuna para fazer uma abertura do ‘Fantástico’”, disse Hans, que não faz mais parte oficialmente da emissora desde junho de 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saída da emissora

Globo

No último mês de dezembro, a famosa marca da Globo mudou novamente, levando ao telespectador um 3D mais suave e com cores em neon, sem ter um tom fixo, variando de acordo com cada atração do canal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O designer ainda não deu sua opinião sobre a mais recente mudança, mas uma frase dele para o UOL deixa bem claro o que ele pensa dessas inovações.

“É estranho. De coração. Sabe por quê? Cuidei da Globo com muito carinho. A Globo me deu asas para voar. O Boni me falou: ‘Só quero o melhor do mundo’. Nos últimos anos, a Globo decidiu mudar o estilo. Tudo muda. É uma outra direção, outras cabeças. Eles decidiram pegar a marca da Globo e achatar. Agora está voltando, aquela marca branca. Perceberam que a marca é tão bela que não vale a pena achatar”, declarou.

Muitos gostaram, outros reprovaram essa mudança drástica na marca global. Mas uma coisa é certa: o desenho inovador, que mudou pra sempre a cara da Globo, continua vivo e forte, provando que o trabalho de Hans Donner segue firme, mesmo com o passar dos anos.

Whatsapp


Leia também