Há um mês sob novo comando, Encontro conseguiu mudar para pior

Whatsapp

André Santana

O novo Encontro com Patrícia Poeta entrou no ar há um mês. No início de julho, Fátima Bernardes se despediu em definitivo do programa que criou e o entregou para Patrícia Poeta, que, nesta nova fase, ganhou a companhia de Manoel Soares.

Patricia Poeta

De lá para cá, o matinal tem sofrido com severas críticas em razão do desempenho da nova titular. Patrícia Poeta é acusada de não saber dividir cena, deixar o “parceiro” Manoel Soares em segundo plano, interromper convidados, trazer opiniões inconsistentes e até de gritar demais.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não são críticas infundadas. Realmente, Patrícia Poeta ainda busca sua identidade no comando do programa matinal. Algo muda quando se deixa de ser substituta para se tornar a dona do programa. Com o tempo, pode ser que ela entre nos trilhos.

Globo

No entanto, o desempenho de Patrícia Poeta não é o único problema do novo Encontro. A atração, com este novo comando, ficou mais sisuda, mais séria. Não parece um programa de entretenimento, e sim uma continuação do Bom Dia Brasil. Assistir ao programa deixou de ser agradável.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais informação

Patrícia Poeta e Debora Secco - Encontro

É compreensível que a direção do Encontro esteja tentando deixá-lo mais jornalístico. Com Fátima Bernardes, o programa já era muito calcado no noticiário, e esta vertente continua ativa sob a batuta de Patrícia Poeta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entretanto, o programa está menor e não conta mais com um sofá cheio de estrelas. Nos tempos de Fátima Bernardes, a maior duração da atração ajudava a diluir os assuntos, o que resultava num equilíbrio mais agradável entre a informação e o entretenimento.

Fátima Bernardes

Além disso, o sofá estrelado também deixava o debate mais aconchegante. Os convidados de Fátima opinavam sobre os assuntos abordados, mas também falavam de sua vida, carreira e traziam um tempero mais “show” ao Encontro.

Já com Patrícia Poeta e Manoel Soares, o debate ficou mais sério. Não há um tempo de respiro, que sirva como um alívio ao espectador. Com isso, até mesmo os números musicais parecem desencaixados. Encontro ficou mais baixo astral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novo formato

Fátima Bernardes e Patrícia Poeta

Já soou estranho a Globo promover uma transição entre Fátima Bernardes e Patrícia Poeta, mas não se preocupar em dar uma nova cara ao matinal. Encontro continuou com o mesmo formato, os mesmos quadros e até o mesmo cenário.

As únicas diferenças são o tempo menor e a ausência de convidados. Justamente o que fez o programa piorar. Assim, cabe à direção do Encontro não apenas corrigir os excessos de Patrícia Poeta em cena, mas também buscar um maior equilíbrio entre o noticiário e o entretenimento. É preciso lembrar que se trata de um programa matinal, e o espectador busca diversão. Do jeito que está, Encontro com Patrícia Poeta simplesmente não é divertido.

Whatsapp


Leia também