Em 1992, Gugu lançou programa para combater maior trunfo de Faustão

Em 1992, Gugu lançou programa para combater maior trunfo de Faustão

Whatsapp

Pouco antes de se firmar nas tardes dominicais do SBT com o Domingo Legal, o saudoso Gugu Liberato testou diversos formatos. Um deles foi o Programa de Vídeos, que tinha como objetivo concorrer com o maior trunfo do Domingão do Faustão: as videocassetadas. A atração, no entanto, teve vida curta.

O Programa de Vídeos estreou no dia 18 de outubro de 1992, ocupando o lugar na grade que pertencia ao TV Animal. O programa começava às 15h, 15 minutos antes de Fausto Silva na Globo. Com uma hora e meia de duração, tinha vários quadros, mas, basicamente, era composto por vídeos de tombos, cacetadas e gafes ao redor do mundo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O formato do programa foi criado pelo próprio Gugu, que, ao lado do diretor Homero Salles, viajou para vários países e negociou a compra de vídeos engraçados de produtoras e emissoras.

A atração inicialmente se chamaria Vídeo Louco Vídeo, mas Gugu descobriu que a Manchete havia registrado o título no Brasil – além disso, já existia um programa similar na Venezuela.

Na época, os vídeos estavam em evidência. As Videocassetadas eram quadro do Domingão do Faustão desde a estreia, em 26 de abril de 1989 – é o único segmento original do programa que está no ar até hoje. Naquela época, os vídeos eram mostrados no início, contribuindo para uma grande audiência.

“Não estamos copiando a Globo, a ideia é antiga em outros países”, disse Gugu à Folha de S. Paulo do dia da estreia. O apresentador citou como inspiração para a atração os programas norte-americanos Totally Hidden Video, Candid Camera e America’s Funniest Home Video, além de produções da Argentina, Espanha e Alemanha.

Na época, o gênero era dominado pela Vin Di Bona Productions, do produtor Vin Di Bona, que é responsável até hoje pelo America’s Funniest Home Video, exibido pela rede ABC. Ele abastecia emissoras do mundo inteiro, inclusive o Domingão do Faustão, com cenas do estilo pastelão.

“Nossa ideia é quebrar o monopólio da Vin e criar um núcleo alternativo de Videocassetadas, que atenderá emissoras de outros países”, disse Gugu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Prêmios

Diferente dos tempos atuais, quando programas como o Encrenca, da RedeTV!, exibem vídeos compartilhados através de aplicativos como WhatsApp, naquela época não existia outra alternativa a não ser a boa e velha filmadora VHS.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Programa de Vídeos também estimulava o envio de vídeos caseiros nacionais. Na época, o Domingão do Faustão pagava 350 mil cruzeiros por vídeo exibido e dava um videocassete para o melhor vídeo do mês.

No programa do SBT, além do mesmo valor por material utilizado, os melhores vídeos podiam ganhar até 2 milhões de cruzeiros. Um júri formado por cinco membros julgava as cenas – nomes como o humorista José Vasconcellos (1926-2011), o cantor Rafael Ilha, que, na época, fazia muito sucesso com o Polegar, as modelos e assistentes de palco Mariette e Silvinha, e o ator Wagner Santisteban, ainda criança, participaram da atração.

O Programa de Vídeos também tinha um quadro que mostrava imagens de programas antigos. Na estreia, foi exibida a visita que Gugu Liberato fez ao Perdidos da Noite, de Faustão, na Band. Juntos, protagonizaram a Dança do Passarinho, sucesso do Viva a Noite, concorrente da atração na época.

Outros quadros eram a Pergunta Louca, onde respostas de personalidades sobre temas variados eram distorcidas a partir de novas perguntas, de duplo sentido; e o Espelho Mágico, onde uma bela mulher simulava um strip-tease.

Com a estreia do Domingo Legal, em janeiro de 1993, Gugu focou todos os seus esforços no novo programa. Com isso, o Programa de Vídeos saiu do ar em pouco tempo.

Whatsapp


Leia também