Após meses resgatando novelas clássicas, Globoplay muda estratégia em julho

Whatsapp

Em julho, o Globoplay decepciona os fãs de novelas clássicas. Se você aguardava O Amor é Nosso, Cuca Legal ou Supermanoela, senta e chora.

Neste mês, o projeto de resgate de clássicos da teledramaturgia global não vai disponibilizar novelas. Pelo menos não as brasileiras. O que vêm por aí é Malhação 95 e Hilda Furacão.

Leia mais

A primeiríssima temporada de Malhação foi recentemente vista no canal Viva. É do tempo em que o programa ainda não era considerado uma “novela”, como é hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

As histórias tinham como cenário a academia de ginástica Malhação, na Barra da Tijuca, onde se destacava o funcionário Héricles (Danton Mello), um rapaz ingênuo do interior que vai para o Rio de Janeiro trabalhar e estudar.

A minissérie Hilda Furacão, exibida em 1998, marcou a estreia de Ana Paula Arósio na Globo, como a protagonista. Adaptação do livro de Roberto Drummond, que, por sua vez, baseava-se na vida da lendária prostituta Hilda Furacão, que o escritor afirmava ter conhecido nos anos 1950, quando era um jovem jornalista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Glória Perez, que assumiu a adaptação para a TV, criou tramas paralelas com ganchos interessantes, o que cativou o telespectador e garantiu a boa audiência.

Contudo, a Globo disponibiliza, em julho, a novela turca Fatmagul, que estreou na Turquia em 2010. No Brasil, foi exibida na TV aberta pela Band, entre agosto de 2015 e abril de 2016, com relevante sucesso.

AQUI tudo sobre Malhação 95.

AQUI tudo sobre Hilda Furacão.

Whatsapp


Leia também