Globo usou doença de atriz para gravar cenas de novela em hospital

Por conta de uma doença, estrela chegou a ser substituída em cena, além de ter gravado cenas enquanto estava realmente internada

Whatsapp

Em Terra e Paixão, Lucinda ficou meses em coma, após ter sido vítima de um atentado a mando de Antônio La Selva (Tony Ramos). A personagem de Débora Falabella apareceu nas duas últimas semanas numa cama de hospital.

Débora Falabella em Terra e Paixão
Débora Falabella em Terra e Paixão (reprodução/Globo)

Na vida real, a atriz também precisou ser hospitalizada enquanto gravava O Clone (2001). Por conta de uma doença, ela chegou a ser substituída em cena pela irmã, além de ter gravado cenas enquanto estava realmente internada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Personagem marcante

Viviane Victorette, Débora Falabella e Thiago Fragoso em O Clone
Viviane Victorette, Débora Falabella e Thiago Fragoso em O Clone

Em O Clone, Débora Falabella vivia Mel, uma jovem problemática que acaba se envolvendo com drogas. A personagem da novela de Gloria Perez alçou à atriz ao primeiro time da Globo e, até hoje, é um de seus trabalhos mais marcantes.

No entanto, a atriz foi acometida de uma grave doença enquanto gravava o folhetim. Débora foi diagnosticada com meningite virótica e precisou ser internada. Com isso, ela precisou se afastar das gravações da novela.

Leia mais

Porém, o afastamento de Débora aconteceu justamente num momento decisivo da trajetória de Mel na trama de O Clone. Com isso, a autora Gloria Perez precisou fazer modificações para lidar com a ausência da atriz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Substituída pela irmã

Cynthia Falabella como Mel em O Clone
Cynthia Falabella como Mel em O Clone

A solução encontrada pela autora foi antecipar a internação de Mel numa clínica de desintoxicação. A jovem era internada à força após uma grave crise de abstinência, na qual quebrava todo o seu quarto.

Para realizar as sequências da internação de Mel, o diretor Jayme Monjardim convocou Cynthia Falabella, irmã de Débora que também é atriz. Foi ela quem gravou as cenas em que Mel, num surto, aparece quebrando todos os objetos de seu quarto. Também foi Cynthia quem foi levada pelos profissionais que a colocaram numa ambulância.

“Passei o domingo revisando todo o bloco de capítulos da semana. Reduzi as cenas de diálogos. As aparições da Mel serão apenas visuais”, explicou Gloria Perez à Folha de S.Paulo de 23 de abril de 2002.

A substituição foi possível porque Cynthia, embora seja sete anos mais velha que a irmã, é fisicamente muito parecida com Débora. Além disso, nas cenas em questão, o rosto de Mel não era focalizado. Para os closes da personagem, eram usadas imagens antigas de Débora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gravação no hospital

 

Mas, mesmo internada, Débora Falabella gravou cenas como Mel em O Clone. De acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo, em 26 de abril de 2002, a equipe da novela foi autorizada a gravar algumas cenas dentro da Clínica São Vicente, onde Débora ficou 15 dias internada.

No local, foram registradas algumas cenas de Débora Falabella no quarto. Além disso, a atriz também gravou falas que, posteriormente, foram inseridas nas cenas em que Cynthia Falabella a substituiu.

Curiosamente, Cynthia Falabella acabou aparecendo no final de O Clone, com outra personagem. Ela viveu Monique, filha de Lobato (Osmar Prado). Depois, a atriz atuou também em América (2005), Aquele Beijo (2011) e Corações Feridos (2012).

Whatsapp


Leia também