Globo foi impedida de homenagear Janete Clair no Vale a Pena Ver de Novo - TV História

Globo foi impedida de homenagear Janete Clair no Vale a Pena Ver de Novo

Whatsapp

Uma das mais festejadas autoras de todos os tempos, Janete Clair nunca teve uma trama sua reapresentada em Vale a Pena Ver de Novo, tradicional faixa vespertina de reprises da Globo.

A emissora até tentou reexibir a exitosa Pai Herói (1979) à tarde, mas a Censura do governo militar barrou a iniciativa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A curiosidade consta no livro O Beijo Amordaçado – a Censura às Telenovelas durante a Ditadura Militar, de Cláudio Ferreira. Segundo a publicação, a Globo solicitou a liberação de Pai Herói para o horário livre dois anos após a exibição às 20h. O pedido, contudo, foi negado. Em 1984, nova investida, também recusada.

Glória Menezes e Tony Ramos em Pai Herói

O canal enviou ao departamento de Censura, então comandado por Solange Hernandes, uma carta explicitando a intenção de homenagear Janete, falecida em 16 de novembro de 1983, com a reexibição da obra, centrada na luta de André Cajarana (Tony Ramos) para limpar a imagem de seu pai, acusado de roubos e assassinatos. Solange, porém, não esmoreceu diante da boa intenção.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Globo então tentou a liberação junto ao diretor geral do Departamento de Polícia Federal, General Moacyr Coelho. Diante de outra negativa, restou o apelo ao Conselho Superior de Censura. O subprocurador geral da República, Osvaldo Flavio Degracia, não respondeu ao recurso. E a emissora acabou desistindo de reapresentar a novela na faixa.

Curiosamente, em 1984, a Globo reapresentou outra produção das 20h, tão “forte” quanto Pai Herói: Água Viva (1980), de Gilberto Braga – além de Final Feliz (1982), de Ivani Ribeiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novela demorou anos para voltar

Paulo Autran em Pai Herói

Pai Herói, como se sabe, só voltou às telas em 2016, através do Viva, conquistando excelente audiência no canal; anteriormente, o folhetim foi reapresentado em um compacto na série Festival 15 Anos (1980). Em 2021, a trama chegou ao Globoplay.

Ainda segundo o livro de Cláudio Ferreira, Pai Herói já havia enfrentado problemas com a Censura em sua exibição original.

Pela primeira vez, as chamadas de estreia de uma novela foram avaliadas pelo órgão responsável – e liberadas. Cenas do primeiro bloco de capítulos, contudo, foram vetadas por “exceder a normalidade permitida a tal tipo de diversão”.

Whatsapp


Leia também