Globo divide opiniões ao botar Renascer como obra-prima de autor

Chamadas da próxima novela das nove geraram discussões

Whatsapp

André Santana

A Globo deu a largada na divulgação da nova versão de Renascer. Remake da novela escrita por Benedito Ruy Barbosa em 1993, a trama vai substituir Terra e Paixão a partir de janeiro e já tem chamadas sendo veiculadas na programação.

Renascer - Antonio Fagundes e Marcos Palmeira
Marcos Palmeira (João Pedro) e Antonio Fagundes (José Inocêncio) em Renascer (Divulgação / Globo)

Nas chamadas, a Globo destaca a grandiosidade da trama, que ostenta uma fotografia exuberante e boas atuações. A emissora também chama a novela de “a obra-prima de Benedito Ruy Barbosa”, alcunha que acabou dividindo opiniões na web.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sucesso incontestável

Marcos Palmeira, Tarcísio Filho e Marco Ricca em Renascer
Marcos Palmeira, Tarcísio Filho e Marco Ricca em Renascer (divulgação/Globo)

Renascer marcou a estreia de Benedito Ruy Barbosa no horário nobre da Globo. O veterano, até então, era figurinha carimbada da faixa das seis, mas precisou deixar a líder de audiência para emplacar tramas em outros horários. Seu maior êxito fora da Globo foi Pantanal (1990), clássico da Manchete.

Leia mais

O sucesso de Pantanal foi tão grande que a Globo tratou de trazer Benedito Ruy Barbosa de volta e entregar a ele a faixa das oito. Assim surgiu Renascer, que repetiu o clima rural e o tom de saga familiar da novela da Manchete e se deu muito bem.

A história de José Inocêncio (Antonio Fagundes) encantou o público e fez de Renascer uma das novelas das oito da Globo mais vista dos anos 1990. Foi a segunda maior audiência da década, com média geral de 60,89. Atrás apenas de Rainha da Sucata (1990), que fechou com 60,9.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Obra-prima?

Elenco Renascer
Elenco de Renascer (divulgação/Globo)

Na época de sua exibição original, Renascer foi aplaudida pela crítica especializada, que elogiou o texto de Benedito Ruy Barbosa e a direção sofisticada de Luiz Fernando Carvalho. No entanto, o folhetim não conseguiu escapar dos comentários negativos ao longo de sua exibição.

Durante a trama, muitos espectadores reclamaram de uma fase mais “barriguda”, na qual nada acontecia na história. Aliás, trata-se de uma crítica recorrente da obra de Benedito Ruy Barbosa, já que nem Pantanal escapou deste tipo de reclamação.

Mas, no geral, Renascer foi uma novela exitosa. Porém, rotulá-la como obra-prima, a princípio, causa algum estranhamento. Até porque, provavelmente, Renascer não existiria se não fosse o sucesso de Pantanal. Sendo assim, não seria Pantanal a grande obra-prima do autor?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dividiu opiniões

Marco Ricca e Maria Luisa Mendonça em Renascer
Marco Ricca e Maria Luisa Mendonça em Renascer (Reprodução / Globo)

Na web, as opiniões se dividiram. Muitos espectadores concordam com a Globo e consideram Renascer uma obra-prima incontestável.

“Renascer foi uma obra-prima super elogiada por público e mídia especializada. Grandes atores, cenários e texto”, concordou Lucas Scabral no X (antigo Twitter).

“É a novela onde o texto dele tá mais inspirado, em qualidade de texto e coesão ela supera até O Rei do Gado. A novela toda foi uma poesia mesclada com críticas sociais”, comentou Franklin no fórum Eplay.

Mas tem quem discorde.

“Renascer ele poderia estar mega inspirado mas acho O Rei do Gado a melhor dele em tudo: texto, direção, história é fechadinha e coesa”, observou Tigs no Fórum.

Whatsapp


Leia também