Globo corta outro beijo entre mulheres em menos de uma semana

Whatsapp

Mesmo com departamentos e campanhas em prol da diversidade, a Globo vem recuando no que diz respeito à abordagem LGBTQIAP+.

Aruanas - Camila Pitanga e Elisa Volpatto
Divulgação / Globo

Em menos de uma semana, a emissora cortou dois beijos lésbicos de suas produções, adotando uma postura claramente conservadora.

Após a censura ao beijo de Clara (Regiane Alves) e Helena (Priscila Sztejnman) em Vai na Fé, o canal retalhou o carinho entre Olga (Camila Pitanga) e Ivona (Elisa Volpatto) em Aruanas.

A série Original Globoplay está sendo exibida na TV aberta às terças-feiras, logo após Encantado’s.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tesoura

Aruanas - Camila Pitanga
Divulgação / Globo

Como a série está disponível na plataforma de streaming, o público pode constatar o corte na exibição da Globo.

Na TV aberta, as personagens de Camila Pitanga e Elisa Volpatto apenas encostaram os lábios. O beijo, que dura cerca de 10 segundos na versão original, foi limado logo após tal gesto.

Cabe lembrar que o título, diferente de Vai na Fé, é exibido em horário tardio, sempre após às 23h, e com a devida classificação indicativa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Reincidência

Vai na Fé - Priscila Sztejnman e Regiane Alves
Reprodução / Globo

O corte em Aruanas ocorreu dias após a censura do carinho entre Clara e Helena, de Vai na Fé. No folhetim de Rosane Svartman, aluna e personal trainer trocaram um beijo durante uma aula.

A cena estava gravada e foi anunciada nos resumos da trama e em jornais do Grupo Globo, como o Extra.

Questionado, o canal argumentou que “toda novela está sujeita a edição. Uma rotina que atende às estratégias de programação ou artísticas. Isso, inclusive, é sinalizado nos resumos de capítulos divulgados pela Globo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diversidade para quem?

Vai na Fé - Priscila Sztejnman e Regiane Alves
Reprodução / Globo

Em 2022, a Globo reestruturou o seu organograma de Entretenimento baseando-se em quatro pilares: Conteúdo, Produção, Talentos e Diversidade/ Inovação em Conteúdo.

O setor da diversidade tinha como objetivo criar e desenvolver conteúdos que confirmassem o compromisso assumido com as minorias.

Os cortes em Aruanas e Vai na Fé mostram que, sabe-se lá por qual motivo, a casa está tomando a direção contrária, infelizmente.

Whatsapp


Leia também