Globo bate o martelo e mantém maior erro da primeira versão de Renascer

Autor do remake vai manter solução improvisada da novela original

Whatsapp

André Santana

Quando se fala nos filhos de José Inocêncio (Antonio Fagundes) da prpimeira versão de Renascer (1993), geralmente o público se lembra de João Pedro (Marcos Palmeira), José Bento (Tarcísio Filho) e José Augusto (Marco Ricca) – todos na foto abaixo.

Marcos Palmeira, Tarcísio Filho e Marco Ricca em Renascer
Marcos Palmeira, Tarcísio Filho e Marco Ricca em Renascer (divulgação/Globo)

No entanto, o coronel tinha quatro filhos. Mas José Venâncio, vivido por Taumaturgo Ferreira, morreu logo no início da história, depois que o ator se desentendeu com a produção da novela.

Agora, no remake que estreou recentemente, a Globo teria a chance de mudar a história do personagem. Mas o autor Bruno Luperi já confirmou e vai insistir num dos maiores erros da primeira versão da trama de Benedito Ruy Barbosa.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Morte mantida

Taumaturgo Ferreira em Renascer
Taumaturgo Ferreira em Renascer (Reprodução / Globo)

Na primeira versão de Renascer, o ator Taumaturgo Ferreira vivia José Venâncio, um dos quatro filhos do protagonista José Inocêncio. O personagem estudou fora e era o mais “moderno” dos irmãos e, por isso, se apresentava diferente dos demais.

Por conta da vivência de Venâncio, o ator decidiu que ele não teria o sotaque baiano que caracterizava os demais personagens. Além disso, ele se mostrava mais “sofisticado”, destoando do ambiente rural onde nasceu.

Na época, a decisão de Taumaturgo Ferreira foi considerada “arrogante” e acabou gerando conflitos entre o ator e seus colegas. Com isso, o artista acabou sendo retirado da trama e José Venâncio morreu.

“Eu tinha combinado uma coisa [com o diretor Luiz Fernando Carvalho] e segui fazendo aquilo. Talvez eu tenha sido mal interpretado, acharam que eu fui arrogante. O fato é que, quando me tiraram, eu não assisti mais e não dei um pio. Primeiro porque não competia a mim falar nada. Eu também não queria alimentar a polêmica. Eu morava no Rio na época, mas fui para São Paulo e fiquei um tempo totalmente recolhido”, contou ele em entrevista a O Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem mudança

Rodrigo Simas como José Venâncio em Renascer
Rodrigo Simas como José Venâncio em Renascer (divulgação/Globo)

Originalmente, José Venâncio formaria um par romântico com Buba (Maria Luisa Mendonça), uma pessoa intersexo – na época, chamada de “hermafrodita”. O romance até começa: ele estranha a condição da amada a princípio, mas acaba compreendendo e se entregando ao amor. Porém, com a morte não prevista de Venâncio, Buba acabou se envolvendo depois com o cunhado, José Augusto (Marco Ricca).

Assim, havia a expectativa para que, desta vez, José Venâncio sobrevivesse, já que o ator Rodrigo Simas, que vive o personagem no remake, poderia seguir na trama até o final. No entanto, o autor Bruno Luperi teria que modificar toda a trajetória de Augusto e Buba para manter o personagem vivo.

Daí a opção por seguir com a morte do personagem. No remake, Buba (Gabriela Medeiros) será uma mulher trans, que, depois do falecimento de Venâncio, acaba vivendo um romance com Augusto (Renan Monteiro).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alterações

 

Apesar de ter optado por manter a morte de Venâncio em Renascer, Bruno Luperi vem fazendo algumas mudanças na novela. Ao contrário de Pantanal, a nova produção traz novidades criadas pelo neto de Benedito Ruy Barbosa.

Uma das mudanças é o perfil do protagonista, José Inocêncio (Marcos Palmeira). Desta vez, ele é um produtor rural consciente, mais antenado com questões de sustentabilidade. Na trama, ele utiliza o sistema de agrofloresta em suas terras.

Outra mudança é o personagem Zinho, vivido por Cosme dos Santos na primeira versão. Desta vez, o personagem se chama Zinha, interpretada por Samantha Jones, que será descobrirá homossexual. José Augusto também terá mudanças em sua trama, já que ele será estéril e temerá que o pai o rejeite por isso.

Whatsapp


Leia também