Filha de Silvio Santos faz cortes e deixa funcionários do SBT revoltados



Recém-empossada no cargo de presidente do Grupo Silvio Santos, Renata Abravanel, a filha caçula do apresentador, tomou, logo de cara, uma medida dura para conter a crise causada pela pandemia do novo coronavírus: um corte de 25% do salário de todos os funcionários do SBT.

No entanto, apesar de o SBT não ter sido a primeira emissora a praticar tal ato, o fato, autorizado pela Medida Provisória 936, revoltou os colaboradores, já que ninguém foi poupado, ao contrário do que aconteceu em outros canais, como a Band e a RedeTV!, que fizeram distinções entre funções e faixas salariais.



A informação foi confirmada por Leo Dias em sua coluna no UOL. Os gerentes e diretores dos departamentos, sem qualquer aviso prévio, foram convocados para assinar o acordo, que já valerá para o salário de maio.

A notícia caiu como uma bomba nos corredores do Complexo Anhanguera, sede do SBT. Os funcionários, no entanto, terão corte no salário a partir de junho.

Leo Dias disse que a sensação é de revolta e impotência, já que o SBT foi a rede menos impactada pelo caos do mercado publicitário e, inclusive, fechou um contrato milionário recentemente, com a JBS.

Sandro Nascimento, do site Na Telinha, apurou, no entanto, que a emissora vem tentando evitar a redução salarial entre os funcionários celetistas. A decisão será tomada até o final do mês e a ordem é fazer economia para evitar demissões.






Leia também