Expulsão de aluna acabou em romance nos bastidores da Escolinha

Whatsapp

Com a queda de Zélia Cardoso de Mello, Ministra da Economia do governo de Fernando Collor, uma personagem da Escolinha do Professor Raimundo acabou rifada. A “expulsão” da aluna chamou a atenção de todo o país, a ponto da própria Zélia marcar presença na atração da Globo – e isso acabou se transformando num romance.

Chico Anysio

Zélia Cardoso de Mello foi demitida do ministério após os desastrosos planos Collor 1 e 2 e o confisco da poupança de milhares de brasileiros. Com a inflação ainda alta, e a revolta popular, Zélia acabou substituída pelo embaixador Marcílio Marques Moreira. A queda dela prejudicou a comediante Nádia Maria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fim da linha

Escolinha

Leia mais

A personagem Célia Caridosa de Mello, interpretada por Nádia, perdeu a razão de existir com a saída da ministra. O Jornal do Brasil, de 10 de maio de 1991, informava que o fim do tipo seria decidido numa reunião com a diretora Cininha de Paula, o roteirista Eduardo Sidney e o criador Chico Anysio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Vamos consultar o nosso embaixador e o nosso presidente para saber se a ministra cai ou não cai”, brincou Cininha.

A atriz Nádia Maria afirmou que, com a queda de sua personagem, seria necessário “começar de novo”.

“Não entendo de economia, mas acho que a ministra era bem intencionada”, declarou ela, que complementou: “Meu destino está nas mãos do Fernando (Chico Anysio)”.

Escolinha virou palanque

Zelia Cardoso

Célia Caridosa de Mello acabou mesmo fora da atração. Para o dia da despedida da personagem, Chico convidou a ex-ministra. Zélia Cardoso de Mello foi ao Teatro Fênix, na tarde de 11 de maio de 1991, para a gravação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Zélia usou a Escolinha como palanque. Durante quatro minutos, ela discursou contra as elites, afirmou que o povo estava sozinho e sem voz e que havia se esforçado para mudar a situação do país – alvo de desmandos, arbitrariedades e gestões equivocadas.

“Apesar de tudo, continuo otimista e aproveito para lembrar uma frase do pai de Fernando Sabino: ‘No fim, tudo dá certo. Se ainda não deu certo é porque ainda não chegou ao fim’”, encerrou.

Chico Anysio, enquanto Professor Raimundo, abraçou a convidada e pediu que ela considerasse aquele gesto como “um abraço de todo o país”. Ele ainda saiu em defesa da ex-ministra:

“Eu cobrei muito a inflação zero que, na verdade, é uma utopia. Nem na Suíça a inflação é zero”.

Casamento e filhos

Zelia Cardoso e Chico Anysio

Zélia e Chico foram aplaudidos pelo elenco da Escolinha, mas a grande homenageada do dia foi Nádia Maria, que, enquanto Célia, disse ter “limpado suas gavetas” e que só estava ali “por causa do Fernando”. Com os olhos marejados, a comediante deixou a sala, para tristeza dos colegas e de Chico.

Nádia seguiu trabalhando ao lado do comediante em Estados Anysios de Chico City, humorístico exibido na linha de shows no qual interpretava uma sátira da economista Maria da Conceição Tavares.

Em 12 de maio de 1991, em um depoimento para a Folha de São Paulo, Nádia Maria festejou o êxito de suas imitações e revelou que, para buscar as características de Zélia Cardoso de Mello, ela assistiu vídeos da ex-ministra – que enalteceu a sátira em ligação para Chico Anysio.

“A Zélia tirou dinheiro de tanta gente, mas a Célia só me acrescentou”, afirmou. “Me senti a própria ministra. Todos queriam saber sobre o meu futuro”, complementou, em relação à saída da Escolinha.

A participação da ex-ministra deu status para a Escolinha do Professor Raimundo. Figuras como Pelé e outros famosos passaram a visitar a sala de aula…

Chico Anysio, por sua vez, voltou a se encontrar com Zélia Cardoso de Mello. Os dois iniciaram um namoro que logo virou casamento. Juntos, os dois tiveram Rodrigo e Vitória. O casal se separou em 1998.

Whatsapp


Leia também