Com leucemia, estrela da Globo não aceitou deixar novela: “Eu aguento”

Whatsapp

Vilão de Pedra Sobre Pedra, que estreia nesta segunda (18) no Globoplay, Armando Bógus foi um dos grandes nomes do elenco da Globo nas décadas de 1970 e 1980.

A carreira do ator começou no teatro, com a peça Moral em Concordata, de 1955. Participou ainda de outras, e uma delas foi a famosa montagem do musical Hair, no final dos anos 1960.

Sua estreia na televisão foi na extinta Excelsior, ocasião em que atuou na novela A Outra Face de Anita (1964) e logo se tornou uma das estrelas da emissora. Foi contratado pela Globo em 1970 e escalado para atuar em A Próxima Atração. Mas o primeiro grande sucesso foi no infantil Vila Sésamo, quando interpretou Juca, marido de Gabriela (Aracy Balabanian).

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Destaque em novelas

Gabriela

Em 1975, ele foi o protagonista de Gabriela, um clássico da nossa teledramaturgia. Ele deu vida a Nacib Achar Saad, comerciante apaixonado por Gabriela (Sonia Braga).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois dessa novela, ele esteve presente em várias produções, como Marron Glacê (1979), Final Feliz (1982), Partido Alto (1984) e O Tempo e o Vento (1985), entre outras.

Armando Bogus

Dois personagens que marcaram definitivamente sua carreira foram Zé das Medalhas, em Roque Santeiro (1985), e Modesto Pires, de Tieta (1989). Elogiado pela crítica e pelo público, Bógus mostrava a sua versatilidade e sempre era escalado para as novelas das oito.

Em 1992, ele interpretou o vilão Cândido Alegria em Pedra sobre Pedra, novela de Aguinaldo Silva.

“O Cândido Alegria foi um presente! Sim, porque a gente costuma brincar, dizendo que, quando o personagem dá certo, é um presente e, quando não dá, é um presente de grego. Mas acho que o Cândido teve empatia com o público porque o telespectador viu, muitas vezes, um Cândido alegre, triste, chorão, risonho e, claro, safado e amoral. Com isso, ficou exposto o ser humano completo e não só o vilão”, disse o ator em entrevista ao O Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Luta contra a leucemia

Pedra sobre Pedra

O personagem conquistou o público de tal forma que se tornou um enorme sucesso. Porém, durante as gravações, o ator estava travando uma dura batalha contra a leucemia, até que o autor decidiu diminuir suas falas na trama.

No entanto, ele não gostou nem um pouco disso e exigiu que continuasse normalmente na novela, mesmo com todos os problemas que estava sofrendo. Garantiu a Aguinaldo que aguentaria o tranco.

Armando Bogus

Bógus exibiu todo o seu talento até a reta final da novela, culminando com a derrota do seu personagem, que virou pedra. Essa brilhante atuação lhe rendeu o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), eleito como o melhor ator de televisão em 1992.

Depois dessa atuação, ele continuou o seu tratamento, recebendo transfusões mensais de sangue e realizando várias sessões de quimioterapia. Teve ainda uma breve participação na minissérie Sex Appeal, produção esta que ele não chegou a ver.

Depois de dois meses internado, Armando Bógus morreu no dia 2 de maio de 1993, aos 63 anos. Seu trabalho e o seu talento estão imortalizados, e podem ser vistos em algumas novelas disponíveis no Globoplay.

Whatsapp


Leia também