Esnobados durante a vida, estrelas ganham espaço na Globo após partir

Whatsapp

André Santana

Novidade do Globoplay, o documentário Hebe – Um Brinde à Vida é mais uma (merecida) homenagem da Globo à dama da TV brasileira, que já tem uma série sobre sua vida na mesma plataforma. Em breve, o Globoplay também lançará um documentário sobre Jô Soares. Curiosamente, tratam-se de dois artistas que foram desprezados pela emissora em outras ocasiões.

Hebe Camargo

Pioneira da televisão brasileira, Hebe Camargo levou seu jeito peculiar de se comunicar com o público para as telas da Tupi, Record, Band, SBT e RedeTV!. Seu auge foi no canal de Silvio Santos, casa em que estava prestes a retornar quando faleceu, por conta de um câncer no peritônio.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, a apresentadora revelou, por diversas vezes, que sonhava em trabalhar na Globo. Hebe foi chamada pela líder de audiência em algumas ocasiões para receber homenagens, mas nunca convidada para levar seu famoso sofá para os domínios da família Marinho.

Ou seja, a Globo reconhecia a importância de Hebe para a televisão brasileira, a recebendo em ocasiões especiais. Mas não se propôs a realizar o sonho da animadora. Por outro lado, Hebe ganhou muito espaço nas plataformas do grupo após sua morte. O filme, a série e o documentário sobre a estrela realizam, postumamente, o sonho de Hebe de ter uma vaga na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aposentadoria forçada

Conversa com Bial

Multiartista, Jô Soares apresentou seu famoso talk show por mais de 20 anos. No entanto, o apresentador sempre se mostrou contrariado quanto ao fim do Programa do Jô, que deixou a grade da Globo em dezembro de 2016.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na época, Jô revelou que já havia acordado o fim de sua atração quando renovou seu contrato com a emissora pela última vez. No entanto, apesar de conformado, o apresentador deu sinais de que não estava exatamente feliz com a aposentadoria da televisão.

Jô Soares

Isso ficou visível quando Jô recebeu o economista Eduardo Giannetti numa das últimas edições de seu programa. O convidado reclamou do fato de Jô Soares deixar a TV, quando ouviu uma surpreendente resposta. “Não sou eu que estou deixando a televisão, é a televisão que está me deixando”, lamentou o comediante.

Agora, poucas semanas após sua morte, a Globo planeja um documentário sobre o artista para o Globoplay. Ou seja, mais uma vez, a emissora dá um espaço póstumo a um talento que lamentava o fato de não estar mais no ar.

A Globo desprezou a vontade de Hebe Camargo e Jô Soares. Mas agora que os dois artistas já não estão mais entre nós, a empresa se rende à importante trajetória de dois ícones da televisão brasileira.

Whatsapp


Leia também