Embates de Griselda e Tereza Cristina, amores de Crô e mais: relembre a história de Fina Estampa



Uma história sempre tem duas versões. Essa pode ter duas, três, seis. Afinal, a própria vida tem suas várias versões e facetas. O ponto de vista de quem conta e a interpretação de quem escuta são fundamentados pelos princípios de cada um. O que mais importa para você pode ser irrelevante para os demais.

Mas o que determina que uma pessoa coloque em segundo lugar o que, há tempos atrás, era prioridade para a maioria? Por que, hoje em dia, conta tanto a aparência, o status social e o dinheiro? Por que não mais a integridade, a honestidade, a essência das pessoas? Difícil responder questões como essas sem levar em consideração as experiências, os traumas, as alegrias vividas… o que realmente, ao longo dos anos, define o que valerá mais para cada um.

Tereza Cristina de Velmont (Christiane Torloni) e Griselda Pereira (Lília Cabral) são duas mulheres atuais, fortes, determinadas. Moradoras da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, com filhos, casa, amigos. Experiências parecidas baseadas em valores completamente opostos. O inquebrantável para uma, não entra na lista de prioridades da outra. A única coisa que as duas têm em comum é a transparência da escolha que fizeram: ambas sabem o que vale mais em suas vidas.

O que Griselda talvez não saiba é o que vale 30 milhões de reais e o que esta quantia é capaz de mudar. Depois de anos apostando diariamente na loteria, é esse o valor que a “faz-tudo” ganhará e que irá inaugurar uma nova fase em sua vida. Resta saber se vai estabelecer também um novo princípio, uma nova maneira de contar sua versão dos fatos.

A Barra da Tijuca, logo ali depois do túnel

O bairro carioca da Barra da Tijuca, pouco retratado nas telenovelas brasileiras, reina absoluto como cenário de Fina Estampa. O lugar concentra todos os núcleos da trama e é o verdadeiro elo entre os personagens. Para dar mais veracidade à trama, o autor Aguinaldo Silva fez questão de utilizar os nomes reais das regiões do bairro.

Griselda (Lília Cabral) e sua família dão vida ao Quebra-Mar, conhecida por ser a primeira área construída da Barra da Tijuca. A antiga vila de pescadores mantém ares de comunidade por suas ruas estreitas e casas humildes. Quase embaixo da Estrada Lagoa-Barra, a residência dos Pereira beira o Canal de Marapendi, garantindo linda vista aos moradores.

Ao lado, o Jardim Oceânico é outra importante locação da obra. Nos seus acolhedores prédios de três andares, moram as famílias de Vilma (Arlete Salles) e de Juan Guilherme (Carlos Casagrande). Mas é na principal rua da área, a Olegário Maciel, que a novela mostra toda sua movimentação. No quarteirão da Igreja São Francisco de Paula, estão o bar “Tupinambar”, do português Guaracy (Paulo Rocha), a oficina “Fashion Moto” e a casa lotérica, onde Griselda (Lília Cabral) aposta diariamente.

Caminhando pela rua, chega-se ao calçadão da praia e ao “Quiosque do Álvaro” (Wolf Maya), próximo ao badalado quiosque do falecido esportista Pepê. Na areia, encontram-se a rede de futevôlei de Ferdinand (Carlos Machado) e o local onde a surfista Nanda (Luma Costa) guarda seu material de kitesurf. Tudo para mostrar o estilo de vida ao ar livre que leva o morador da Barra da Tijuca.

E é também a orla, na Avenida Sernambetiba, o local onde Crô (Marcelo Serrado) exerce uma de suas funções: passear com os cachorros da patroa. Por ali, já aparecem as suntuosas entradas dos condomínios de luxo da Barra da Tijuca. E só do outro lado do Canal de Marapendi é que se pode avistar a Favela da Muzema, na área do Itanhangá.

Flower Power na beira da praia

Um ponto da praia da Barra da Tijuca, mais próximo ao Quebra-Mar, parou nos anos 70. É que ali está o “Quiosque do Álvaro” (Wolf Maya), um carismático “maluco beleza”. Todos os dias, ele e a mulher Zambeze (Totia Meirelles) chegam bem cedo e cumprimentam os principais frequentadores do point: o sol e o mar.

Álvaro é filho de Íris (Eva Wilma), que mora em Nova Iorque, e primo de Tereza Cristina (Christiane Torloni). Bem diferente da família, ele e Zambeze vivem uma vida zen.

Sempre que pode, Álvaro dá uma fugidinha do quiosque para jogar vôlei na rede do sargento reformado e chefe de segurança Ferdinand (Carlos Machado). No mesmo time, jogam Gigante (Eri Johnson), Pezão (Marcelo Brou) e Enzo (Julio Rocha), turma debochada que não perde a oportunidade de zombar de Crô (Marcelo Serrado). A única capaz de tirar a concentração do grupo é Dagmar (Cris Vianna), cozinheira do “Tupinambar” e dona de beleza exuberante, que aparece por ali todas as manhãs para entregar suas famosas empadas, vendidas no quiosque.

Enquanto Zambeze trabalha em sua tenda de massagem, Álvaro se delicia escondido com as empadas de Dagmar. Por trás da preocupação com a alimentação do marido, se encobre o início de um sentimento até então proibido na relação dos dois: o ciúme.

No fim da tarde, o casal corre para o “Recanto da Zambeze”, uma pousada com ares de comunidade auto-sustentável, que acolhe quem precisa de um lar e completa o estilo de vida tranquilo e harmonioso do casal. À noite, o forno e o fogão à lenha reúnem hóspedes como Daniel (Daniel Boury), amigo de faculdade de Antenor (Caio Castro), Dona Zilá (Rosa Marya Collin), famosas por seus cosméticos naturais, e Mandrake (Sandro Pedroso), que mora e trabalha no “Recanto”.

Do pastelzinho de Belém às empadas da mulata

A mistura é até bem colonial, mas o nome acabou fazendo graça e obrigando Guaracy Martins (Paulo Rocha) a explicar constantemente sua origem: o pai era lisboeta e a mãe índia. Deu no que deu e o português mais conhecido da Rua Olegário Maciel, na Barra da Tijuca, ganhou fama não só por ser dono do “Tupinambar”, bar nem tão bem frequentado assim.

Ao contrário de todos na região, é o único que aceita e não critica o comportamento e a aparência de Griselda (Lília Cabral). Sua postura tem um motivo claro: Guaracy é completamente apaixonado pela faz-tudo e não mede esforços para agradá-la. Aceitou contratar seu filho mais velho, Quinzé (Malvino Salvador), para ajudá-lo no bar mesmo sabendo que o rapaz não tinha experiência. O favor não surtiu efeito: Griselda não dá a mínima para as investidas do português, apesar de nutrir por ele carinho e gratidão.

Para completar o trio do “Tupinambar”, a insinuante Dagmar (Cris Vianna) assume a cozinha e as delícias que o bar serve diariamente. Ciente de suas mãos de fada, ela fornece, sem o patrão saber, deliciosas empadas ao “Quiosque do Álvaro” para completar o salário no fim do mês.

Vende-se adrenalina

O globo da morte, localizado bem no meio da “Fashion Moto”, já indica que a oficina boutique é lugar de emoções intensas. Situada em plena Rua Olegário Maciel, no Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), é o lugar ideal para apaixonados por motos como seu dono, Juan Guilherme Passarelli (Carlos Casagrande), ex-modelo internacional, separado e pai do adolescente Fábio (Guilherme Leicam).

Disputando atenção com as máquinas, está a copeira Zuleika (Juliana Knust), uma linda e esperta morena que cursa Administração à distância. Enquanto está trabalhando, não tira os olhos do gerente Rafael (Marco Pigossi), por desconfiar do caráter do patrão. Da única coisa que Zuleika não duvida é do amor de Rafa por Maria Amália (Sophie Charlotte). Quem lhe faz companhia é o atrapalhado Edvaldo (Rafael Zulu), mecânico principal da oficina.

Procura-se um namorado

Em um apartamento no Jardim Oceânico, avó, mãe e filha representam as três gerações de uma pequena família de mulheres bastante interessante. Cada uma com seus desejos e angústias. Cada uma interferindo na vida da outra.

As histórias acabaram repetindo-se e Vilma (Arlete Salles), uma senhora taxista bem moderna para a idade, acabou vendo a filha Letícia (Tânia Khallil) sofrer do mesmo mal: a viuvez. A partir de então, Letícia jamais cogitou a possibilidade de ter outro relacionamento, dedicando sua vida à profissão de professora e à filha Carolina (Bianca Salgueiro). A adolescente não concorda com a atitude da mãe e, sem que Letícia saiba, vai tentar arrumar um bom namorado para ela, utilizando a Internet.

Entre tecidos e exames

Um simples encontro, um esbarrão ou uma carona podem mudar a vida de muita gente e despertar sentimentos até então esquecidos. Parece que Paulo Buarque (Dan Stulbach) pressente algo quando se recusa a compartilhar um taxi aéreo com Danielle Fraser (Renata Sorrah). É sua mulher, Esther Wolkoff (Julia Lemmertz), quem o convence da gentileza.

Em agradecimento, Dra. Danielle Fraser se apresenta: médica especialista em fertilidade dirigida, viúva, sem filhos, completamente dedicada à sua renomada clínica, que cuida de mulheres com dificuldades para engravidar. A caminho de sua casa em Itaipava, Esther mal consegue acreditar que aquela mulher pode realizar seu sonho de ser mãe, uma vontade reprimida por 20 anos, depois que Paulo descobriu ser estéril.

Na época, o problema de Paulo doeu muito nos dois e, diante do sofrimento do marido, Esther (Julia Lemmertz) decidiu não tocar mais no assunto. Afinal, eles já tinham anos de um casamento intenso e se sentiam apaixonados como no primeiro dia em que se viram. Um filho, por melhor que fosse, não faria falta. Eles se bastariam como família. Para conseguir acreditar nisso, os dois mergulharam de cabeça no trabalho e trataram de fazer crescer o negócio do casal.

Ao contrário da irmã Tereza Cristina (Christiane Torloni), Paulo investiu a herança dos pais e, graças a muita cumplicidade e esforço conjunto, transformou, com a esposa, a “Fio Carioca” em uma marca de moda praia internacionalmente conhecida e o escritório na Barra da Tijuca em referência de design e funcionalismo. Os anos de desfiles, tecidos, modelagens e pesquisas consagraram Esther como estilista renomada e Paulo (Dan Stulbach) como poderoso homem de negócios. O sucesso e a fama lhes trouxeram muitos benefícios, mas não passaram uma borracha no difícil episódio pelo qual passaram.

Agora, anos mais tarde, o encontro com Danielle (Renata Sorrah) mexe não só com a curiosidade e esperança de Esther, que passa a visitar a médica periodicamente, mas principalmente com a insegurança de Paulo. O amor pela mulher é tamanho que fica difícil aceitar que outro homem dê a ela, mesmo que por fertilização in vitro, o que ele não foi capaz de dar. Depois de muita reflexão, porém, Paulo aprova o tratamento certo de que Esther não tem condições de engravidar.

Durante todo o processo, Danielle e Esther estreitam laços e Paulo começa a descobrir sentimentos nocivos e a tomar atitudes prejudiciais à relação do casal. Se Esther confidenciou segredos a uma desconhecida, por que ele também não pode envolver uma terceira pessoa no casamento? Será que vale mesmo a pena, depois de anos, tornar o assunto público e derrubar a imagem do casal perfeito?

Em briga de marido e mulher…

Da paz do “Recanto da Zambeze” ao tumulto do camelódromo da Favela da Muzema é um pulo. Por ali, circulam os moradores da região que aproveitam o agitado comércio local para ganhar a vida. Mas, entre as ruas da comunidade, também existem momentos de silêncio e tristeza.

A casa da diarista Celeste (Dira Paes) sabe bem disso e, se falasse, com certeza já teria denunciado o machista e violento Baltazar (Alexandre Nero). O motorista da socialite Tereza Cristina de Velmont (Christiane Torloni), muito discreto e educado com a patroa, é grosseiro em casa e desconta na mulher todas as suas frustrações. A espevitada filha do casal, Solange (Carol Macedo), não intervém por medo do autoritarismo do pai – e talvez por estar mais interessada em se divertir com suas amigas em bailes funk.

Quem defende Celeste é sua comadre Griselda (Lília Cabral), que não tem medo de briga e muito menos de homem. A “faz-tudo”, porém, não consegue convencer a amiga a deixar o marido.


Saiba mais sobre Fina Estampa:

Por onde anda o elenco de Fina Estampa?

Confira o resumo de todos os capítulos de Fina Estampa

O destino de Griselda, Tereza Cristina, Antenor e mais: o que acontece no final de Fina Estampa

Confira tudo que acontece nos últimos capítulos de Fina Estampa

Confira quem fica com quem no final de Fina Estampa

Quem é o amante secreto de Crô em Fina Estampa?

Fina Estampa: quem era Íris e qual o segredo de Tereza Cristina?

Embates de Griselda e Tereza Cristina, amores de Crô e mais: relembre a história de Fina Estampa

Relembre quem é quem em Fina Estampa, que volta em breve na Globo



Deixe sua opinião



Leia também