Em nova fase, Globo aceita vender até naming rights para novelas - TV História

Em nova fase, Globo aceita vender até naming rights para novelas

Whatsapp

Nos últimos meses, a Globo tem abandonado a rigidez e flexibilizado os seus formatos comerciais. Agora, a emissora quebra mais uma barreira e oferece ao patrocinador de Nos Tempos do Imperador a oportunidade de ter a marca na vinheta da novela.

Na prática, o anunciante estará ainda mais integrado à obra com a exposição da sua marca na abertura, em todos os episódios dentro do pacote de patrocínio. Veja, na prática, como deve funcionar o novo modelo, em um vídeo de exemplo postado pela emissora:

Embora esta ação seja uma novidade na dramaturgia, não é inédita na emissora. Desde 20 de julho deste ano, a marca da Seara já aparece na vinheta do Encontro com Fátima Bernardes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Outras estratégias da Globo para seduzir o anunciante

A exposição da marca não é a única estratégia da Globo para seduzir empresas interessadas em associar sua marca à trama de Nos Tempos do Imperador. Todos esses esforços integram o que a Globo chama de “novo modelo de patrocínio”, que se traduz em uma maneira inovadora de pensar a novela.

Entre as novas oportunidades, está a oferta de um break exclusivo do patrocinador em capítulos-chave – ou seja, que trazem um acontecimento que marca uma virada na trama – e também no último episódio.

Mesmo em se tratando de uma trama de época, a Globo também não descarta inserções da marca na história propriamente dita. A única ressalva, neste caso, é a de que “as ações devem respeitar o contexto histórico, com a possibilidade de haver adequações visuais nas marcas para o período da trama”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O viajante do tempo

Outra inovação é a criação de um personagem chamado “viajante do tempo”, que será considerado o “embaixador da marca”. Primeiro, ele aparecerá em cena, no elenco de apoio, devidamente caracterizado.

No intervalo, logo após a sequência em que participa da trama, o viajante do tempo reaparece falando com o público. Ele revela facilidades do futuro impossíveis de prever na época retratada. Veja, em vídeo, uma demonstração de como funcionará este formato:

Finalmente, destaca-se a inserção de um squeeze, em formato de L, na vinheta de encerramento da novela. A previsão é que ele permaneça na tela por exatos 20 segundos, podendo entregar junto à mensagem da marca, um QR Code, gerando interação e direcionando o público para o ambiente digital

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O que se sabe sobre Nos Tempos do Imperador?

História que marca a volta de Selton Mello – como Dom Pedro II – e Mariana Ximenes às novelas, Nos Tempos do Imperador deveria ter estreado em 30 de março deste ano. Poucas semanas antes, no entanto, a Globo interrompeu as gravações de novelas inéditas por conta da pandemia.

Agora, a emissora trabalha com a data de 22 de fevereiro de 2021 para a exibição do primeiro capítulo. A história começa em 1856, pouco mais de 30 anos após a proclamação da Independência do Brasil.

Os protagonistas são Samuel (Michel Gomes), um escravo fugido, cujo objetivo é estudar e Pilar (Gabriela Medvedovski), filha de um coronel, que sonha em ser a primeira médica do país. Além de enfrentar o status quo, a Guerra do Paraguai será um grande obstáculo.

Escrita pelos mesmos autores de Novo Mundo – Alessandro Marson e Thereza Falcão – a trama resgata alguns personagens da novela anterior. Licurgo e Germana são revividos por seus intérpretes originais, Guilherme Piva e Vivianne Pasmanter. Mais velhos, eles seguem trapaceiros.

Já Quinzinho, que em Novo Mundo era um menino, cresceu e agora será interpretado por Augusto Madeira. Maria Clara Gueiros, por sua vez, será Vitória, a filha de Anna (Isabelle Drummond) e Joaquim (Chay Suede), que apareceu ainda bebê na novela anterior.

Sobre o autor

Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já escreveu sobre diversos temas, mas há algum tempo, tem se dedicado ao que realmente gosta: trazer notícias sobre o universo da televisão. No Twitter, interage com outros fãs do veículo no perfil @jornalistavetv. Agora, sua história se cruza com a do TV História.



Leia também