E agora? Após eliminar seu maior problema, Fuzuê enfrenta dilema

Não é possível abandonar de vez a história do tesouro, já que toda a trama gira em torno disso

Whatsapp

André Santana

A famigerada caça ao tesouro movimentou os primeiros capítulos de Fuzuê. Luna (Giovana Cordeiro), Preciosa (Marina Ruy Barbosa) e companhia não mediram esforços para desvendar os enigmas e colocar a mão no tal tesouro da Dama de Ouro (Zezé Motta).

Merreca (Ruan Aguiar) e Luna (Giovana Cordeiro) em Fuzuê
Merreca (Ruan Aguiar) e Luna (Giovana Cordeiro) em Fuzuê (divulgação/Globo)

Porém, esta trama chegou ao fim nos mais recentes capítulos da novela das sete da Globo. Com isso, a novela de Gustavo Reiz vive um dilema: como contar essa história a partir de agora? Qual será o fio condutor a levar a trama até o final?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desfecho providencial

Olivia Araújo em Fuzuê
Olivia Araújo em Fuzuê (Reprodução / Globo)

O final da caça ao tesouro de Fuzuê foi providencial. Afinal, o grupo de discussão promovido pela Globo para avaliar a novela apontou que a busca pelo baú de preciosidades era considerada confusa e cansativa pelo público. O excesso de enigmas atrapalhou o desenvolvimento da narrativa.

Leia mais

Para tentar desembaralhar a história, a Globo tratou de convocar Ricardo Linhares como supervisor de texto. O veterano, então, buscou dar mais atenção às relações entre os personagens e antecipar o final da caça ao tesouro, que inicialmente só aconteceria por volta do capítulo 100.

Com o fim do mistério em torno do tesouro, a Globo espera que os espectadores perdidos retornem para acompanhar os desdobramentos da trama. Com menos enigmas, a história deve ficar mais envolvente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que acontece agora em Fuzuê?

Lilia Cabral e Edson Celulari em Fuzuê
Lilia Cabral e Edson Celulari em Fuzuê

O fim da caça ao tesouro foi providencial, mas também cria um problema para Fuzuê. Isso porque a trama precisa de um novo fio condutor para dar sequência às aventuras de Luna, Miguel (Nicolas Prattes) e cia.

Por enquanto, tudo continua muito atrelado ao tesouro. Maria Navalha (Olívia Araújo) vem travando uma espécie de queda-de-braço com Nero (Edson Celulari), já que o tesouro estava na propriedade do comerciante, mas a cantora é descendente da Dama de Ouro, o que a torna herdeira do baú.

Ou seja, os próximos capítulos da novela das sete devem girar em torno das tentativas de Luna de provar que é descendente da Dama de Ouro. Além disso, o tesouro deve ficar passando de mão em mão, o que pode levar Fuzuê a ficar cansativa novamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Saída

Leopoldo Pacheco em Fuzuê
Leopoldo Pacheco em Fuzuê (Fábio Rocha / Globo)

Não é possível abandonar de vez a história do tesouro, já que toda a trama de Fuzuê gira em torno disso. No entanto, o autor Gustavo Reiz precisava encontrar uma solução mais definitiva para essa história.

O tesouro passar de mão em mão deixa tudo muito previsível. Fica parecendo que a caça ao tesouro não acabou, mas apenas mudou de rumo. Isso tende a deixar a trama repetitiva e tão cansativa quanto sua primeira parte.

Porém, a volta de César Montebello (Leopoldo Pacheco), prevista para os próximos capítulos, deve intensificar o relacionamento entre os personagens principais, já que seu retorno mexe com Bebel (Lilia Cabral), Nero, Maria Navalha, Luna e Preciosa. Pode ser a chance de a novela fazer as pazes com o público.

Whatsapp


Leia também