Duda Reis afirma que seu noivo, Nego do Borel, sofre racismo nas ruas - TV História

Duda Reis afirma que seu noivo, Nego do Borel, sofre racismo nas ruas

Whatsapp

A modelo Duda Reis aproveitou o Dia da Consciência Negra para compartilhar detalhes da sua vida com o cantor Nego do Borel e clamou pelo fim do racismo. Ela narrou diversos momentos em que presenciou a situação e como isso a tirou de sua zona de conforto.

Em suas redes sociais, a noiva do músico detalhou os aprendizados que teve ao seu lado. A influenciadora afirma que saiu da zona de conforto pela primeira vez ao conviver com episódios de racismo vividos por Maycon, nome de batismo do artista.

“Esse é o Maycon. Vocês o conhecem muito como Nego do Borel, não que ele não seja o Nego, ele é, mas é o Maycon também. Quando nos conhecemos, a sintonia foi de cara. Costumamos dizer que nos apaixonamos primeiro por nossa cabeça e maneira de pensar, e depois fomos realmente nos amando por inteiro”, contou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“Quando digo por inteiro, é por inteiro, principalmente pelo brilho nos olhos. Eu sabia que o racismo existia, sempre soube, porém não sabia que ele era tão real e tão vivo como é”, prossegue a influenciadora, se declarando para o seu companheiro.

Duda Reis ainda detalhou momentos em que pessoas atravessaram a rua ao ver o cantor, apenas pela cor da sua pele, demonstrando medo, puxando a bolsa e fazendo cara feia até o momento em que percebem que ele era um artista famoso.

“Eu não havia nunca saído da minha zona de conforto para entender isso, mas o Maycon me mostrava e me ensinava, só que na maioria das vezes não precisei ser ensinada, eu só observava. Observava como as pessoas, antes de reconhecerem o Nego do Borel, mudavam de lado na rua, faziam cara feia, seguravam mais a bolsa, puxavam os filhos… até que num supetão, viravam uma chave e se alegravam ao ver e reconhecer o artista, isso vinha acompanhado de é você? Nossa, não reconheci! Desculpa, somos seus fãs”, contou.

Ela também dividiu a cobrança que sente em se posicionar por seu relacionamento e pela cor de seu namorado. “Sempre fui questionada sobre isso e sempre tentei não me posicionar, até por medo, porque eu vivo aprendendo a cada dia e sei que estou me reconstruindo. Também tento não falar tanto porque não é meu lugar de fala”, explicou.

A modelo afirmou que ao começar a se relacionar com o cantor, ouvia diversos comentários que questionavam o que sentiam. “Eu nunca vi cor da pele, eu sempre vi o brilho no olhar, que foi o que sempre tivemos”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Por fim, ela agradeceu tudo que Nego do Borel ensina a ela e deseja ser cada vez mais sensível a luta do racismo. “Obrigada vida, por tanto me ensinar. Eu amo você, respeito sua história, sua raiz e espero a cada dia ser mais sensível ainda com toda a real luta diária que vocês sofrem. Diga NÃO ao racismo”, concluiu.

Veja a publicação completa de Duda Reis:



Deixe sua opinião
Whatsapp


Leia também