Doente e sozinho, ex-galã da Globo diz que busca “força para reagir”

Artista desabafou sobre sua solidão na internet

Whatsapp

Há mais de 15 anos afastado folhetins, o ator Leonardo Brício – que participou de novelas de sucesso, como Da Cor do Pecado (2004), na qual contracenou com Reynaldo Gianecchini – voltou a ser notícia recentemente, quando revelou que estava doente.

Da Cor do Pecado - Leonardo Brício e Reynaldo Gianecchini
Reynaldo Gianecchini e Leonardo Brício em Da Cor do Pecado (Divulgação / Globo)

Galã da Globo na década de 1990 e figura carimbada na TV de Edir Macedo na seguinte, o artista, que está afastado das novelas desde Chamas da Vida (2008), desabafou sobre estar enfrentando os sintomas graves da dengue, ao passo que se encontrava sozinho e sem cuidados.

“[Estou] me recuperando […] Sei que tem doença muito pior, pessoas com tratamentos mais sérios. O lance é que na dengue você só tem que repousar e tomar líquido. Não tem um remédio específico”, observou o ex-global recentemente em seu Instagram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que aconteceu com Leonardo Brício?

O ator Leonardo Brício em postagem sobre doença
O ator Leonardo Brício em postagem sobre doença (reprodução)

Aos 60 anos de idade, o bonitão declarou as dificuldades enfrentadas por causa da doença e refletiu sobre a vida, pedindo ainda para que os fãs e seguidores não minimizassem a enfermidade que explode em contaminações durante o verão em decorrência das chuvas.

Leia mais

“Faz com que a gente reflita bastante coisa sobre a nossa existência. Principalmente, memórias que vêm na cabeça. Eu perdi a minha mãe quando eu tinha 28 anos. Tem bastante tempo. Uma das memórias que eu lembro quando eu ficava doente era da minha mãe, que pegava uma maçã, cortava ao meio, raspava com uma colherzinha e me dava na boca. Era a única coisa que eu podia comer”, recordou Leonardo em seus stories.

“Mas você estar sozinho e ter que fazer comida, se alimentar e às vezes nem conseguir se alimentar; e ter que ter força para reagir, às vezes é complicado. Mas estou me recuperando”, desabafou ao mesmo tempo em que tranquilizou os seus admiradores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por onde anda Leonardo Brício?

Arcanjo Renegado - Leonardo Brício
Leonardo Brício na série Arcanjo Renegado (Reprodução / Globoplay)

Apesar de afastado dos melodramas, Leonardo Brício emplacou algumas séries no currículo desde que deixou a rede dos bispos. Ele esteve em De Sonhos e Segredos, produção do Canal Brasil em 2017, participou de um episódio de O Mecanismo (2018), da Netflix, e em 2020 apareceu em Arcanjo Renegado, do Globoplay.

E falando na Record, foi por uma briga com a emissora após ter sofrido um acidente que Leonardo acabou se afastando da estação. Durante as gravações de Rei Davi, minissérie exibida em 2012, o ator se feriu gravemente ao filmar uma cena de luta.

Ele teve o dedo polegar esfacelado e quase precisou amputá-lo, indo parar no hospital e se afastando das gravações. Depois de terminar de gravar, foi dispensado por telefone.

“Da forma como saí, não tem sentido, pelo menos agora. Rolou só um papo por telefone, beijo e tchau. Só isso. Foi bem triste. Nem toda empresa é justa. Eles não pesam que em Rei Davi eu fui parar no hospital por incompetência deles”, recordou ao UOL no ano passado.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por que Leonardo Brício saiu da Record?

Rei Davi - Leonardo Brício
Leonardo Brício no papel-título de Rei Davi (Divulgação / Record)

Além disso, Leonardo Brício decidiu se afastar de produções bíblicas a fim de evitar ficar marcado apenas por atuar nesse tipo de gênero folhetinesco.

“Eu tinha esse histórico religioso, mas não queria sempre fazer isso, tanto que quando saí e estavam cogitando Os Dez Mandamentos falei: ‘Não quero virar um ator bíblico, não quero ser rotulado’. Faria, mas agora não é o que quero. Quero personagens que me desafiem, Rei Davi foi um grande desafio”, explicou ele na mesma entrevista.

Dito e feito. Desde a série, o intérprete nunca mais voltou a ser visto em produções que contam histórias da Bíblia. Vale dizer que na Record, ele esteve ainda em Cidadão Brasileiro (2006), Luz do Sol (2007) e Chamas da Vida (2008).

Whatsapp


Leia também