Deu tempo: Globo demorou para corrigir injustiça contra Othon Bastos

Grande nome da televisão brasileira, artista foi injustiçado pela emissora

Whatsapp

André Santana

No ar no Vale a Pena Ver de Novo, Paraíso Tropical (2007) reúne um elenco dos mais estrelados. A trama protagonizada por Alessandra Negrini e Fábio Assunção também conta com valores como Tony Ramos, Gloria Pires, Camila Pitanga, Wagner Moura, Vera Holtz, Renée de Vielmond e tantos outros.

Othon Bastos em Paraíso Tropical
Othon Bastos em Paraíso Tropical

A novela escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares conta também com o veterano Othon Bastos, considerado um dos maiores atores do país. Na trama, ele vive Isidoro, o avô das gêmeas Paula e Taís, interpretadas por Alessandra Negrini.

Isidoro teve bastante destaque em Paraíso Tropical, mas Othon Bastos, por pouco, não foi injustiçado em outro trabalho na Globo. Em Império (2014), ele era o mordomo Silviano, que passou capítulos a fio apenas servindo os demais personagens. Porém, o tipo acabou sofrendo uma virada na trama, o que valorizou a presença do ator.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O mordomo

Lilia Cabral e Othon Bastos em Império
Lilia Cabral e Othon Bastos em Império

O público que conhece a trajetória e a importância de Othon Bastos na televisão brasileira estranhou quando viu o veterano em cena na novela Império. Ele surgiu como Silviano, o fiel mordomo de Maria Marta (Lilia Cabral), a esposa do Comendador José Alfredo (Alexandre Nero).

Durante vários capítulos, o personagem entrava em cena apenas para servir Maria Marta. Fino e elegante, o serviçal se mostrava sempre disposto a lidar com a intempestiva patroa, ora servindo como confidente, ora apenas como empregado. Era uma participação discreta, que não valorizava o talento de Othon Bastos.

Porém, o autor Aguinaldo Silva promoveu uma virada na trama de Império que culminou com o crescimento de Silviano. O mordomo deixou de lado a subserviência e se revelou o grande vilão da trama. Assim, a Globo corrigiu uma injustiça com o ator.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Grande vilão

 

No decorrer de Império, é revelado que Silviano era, na verdade, o ex-marido de Maria Marta. No passado, ela o abandonou para se casar com José Alfredo. Depois, por conta de um revés da vida, Silviano se viu sem nada e foi acolhido pela ex-mulher, que o contratou como mordomo. Os dois nunca haviam revelado esse passado para ninguém.

Com a revelação, Silviano vai mostrando sua verdadeira face. O mordomo evidencia que passou anos nutrindo um verdadeiro ódio por José Alfredo. Assim, o personagem vai crescendo ao mesmo tempo em que Silviano se mostra um vilão implacável.

No final de Império, é revelado que Silviano era o grande vilão por trás das armações contra José Alfredo, juntamente com José Pedro (Caio Blat) e Maurílio (Carmo Dalla Vecchia), que era filho do mordomo. A ascensão de Silviano transformou o coadjuvante mordomo num dos personagens principais do folhetim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por onde anda Othon Bastos, o Isidoro de Paraíso Tropical?

Betty Faria e Othon Bastos em A Força do Querer
Betty Faria e Othon Bastos em A Força do Querer (Divulgação / Globo)

Além de Império e Paraíso Tropical, Othon Bastos também teve bons personagens em produções como Os Imigrantes (1981), Roque Santeiro (1985), Éramos Seis (1994) e A Força do Querer (2017), entre outras.

Mas, mesmo assim, o ator já reclamou publicamente da falta de oportunidade na televisão. Bastos, que atualmente está com 90 anos, refletiu sobre as dificuldades impostas pela idade.

“Hoje, você tem que enfrentar problemas da idade e dificuldades de trabalho. Para a minha idade, é o dobro. As pessoas não se lembram de você, não estão interessadas. É muito difícil a situação para a minha geração. Não há possibilidade de trabalho se você não se produzir”, disse, à Folha de S. Paulo, em 22 de maio deste ano.

Whatsapp


Leia também