Destaque de A Viagem terminou a vida internado no Retiro dos Artistas

Whatsapp

Lafayette Urbano Galvão natural de Pouso Alegre (MG), começou sua carreira nas novelas nos anos 1960, atuando na novela Rosinha do Sobrado (1965), uma das primeiras tramas exibidas pela Globo.

A Viagem

No mesmo ano, ele esteve presente na série Rua da Matriz, também mostrada pela iniciante emissora carioca. Antes disso, já havia feito teleteatros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ator ficou longe da televisão por 12 anos, trabalhando apenas para o cinema. Em 1977, ele voltou para a Globo não apenas como ator, mas também como autor de novelas – Sinhazinha Flô, exibida no horário das seis, foi escrita por Lafayette, com base nos romances Til, A viuvinha e O sertanejo, de José de Alencar.

Sinhazinha Flô

Ele também atuou na produção, dando vida ao personagem Januário. A trama contava a história de amor entre Sinhazinha Flô (Bete Mendes) e Arnaldo (Eduardo Tornaghi).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Destaque em A Viagem

Lafayette Galvão

Esteve na Globo até 1980, trabalhando ainda nas novelas Maria, Maria (1978) e Coração Alado (1980). Ficou novamente fora da telinha por seis anos, retornando em 1986 na Manchete, onde esteve em Dona Beija e Tudo ou Nada (1986). Novamente na Globo, esteve na minissérie O Primo Basílio (1988).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nos anos 1990, Lafayette alternou trabalhos em diversas emissoras, como a própria Globo, a Manchete e a Band. Entre essas tramas estão A História de Ana Raio e Zé Trovão (1990), Mulheres de Areia (1993), A Viagem (1994), Perdidos de Amor (1996), Mandacaru (1997), Suave Veneno (1999) e Terra Nostra (1999), entre outras.

A Viagem

No remake de A Viagem, ele viveu um dos principais papéis de sua carreira: André, falecido pai de Otávio Jordão (Antônio Fagundes) e mentor do Nosso Lar, para onde iam os espíritos desencarnados do bem na trama de Ivani Ribeiro.

Retiro dos Artistas

Lafayette Galvão

Já veterano, esteve em poucos trabalhos nos últimos anos de vida: A Casa das Sete Mulheres (2003), América (2005), Faça Sua História (2008), Guerra e Paz (2008), Poder Paralelo (2009) e Malhação ID (2009), sendo esse seu último trabalho na televisão.

Com problemas de saúde, Lafayette se aposentou em 2017 e foi viver no Retiro dos Artistas, instituição que acolhe veteranos profissionais do setor, localizada no Rio de Janeiro.

Dois anos depois, em 7 de junho de 2019, ele morreu aos 87 anos, vítima de complicações de uma sépsis pulmonar. Ele estava internado havia duas semanas no Hospital Miguel Couto, no Leblon.

Whatsapp


Leia também