Desemprego e morte: saiba que fim levou o elenco do Programa do Jô

Whatsapp

Todo talk show que se preze tem uma banda para animar a plateia e fazer as introduções dos monólogos e dos convidados. Quem lançou essa moda no Brasil foi Jô Soares, quando estreou o Jô Soares Onze e Meia.

Jô Soares

O famoso sexteto era, a princípio, um quarteto. Após a saída de Edmundo Villani-Côrtes, ganhou dois integrantes. O então quinteto perdeu o guitarrista Rubinho em 1999, último ano de Jô no SBT. Antes da mudança para a Globo, o apresentador incluiu outros dois nomes no grupo. Ao final do Programa do Jô, em 2016, todos acabaram sendo demitidos pela emissora – dois já tinham saído no ano anterior.

Abaixo, contamos por onde anda os integrantes da banda que embalou a madrugada de milhões de espectadores, além do garçom Alex:

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Derico

Derico

João Frederico Sciotti, o Derico, era uma das figuras mais divertidas do sexteto. Sempre participando das brincadeiras do programa e das piadas do Jô, ele se tornou um dos músicos mais famosos da banda.

Além de saxofonista, é escritor e continua tocando pelo Brasil com o seu Derico Music Truck – que rendeu um programa na EPTV, afiliada da Globo no interior de São Paulo e no sul de Minas Gerais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Miltinho

Miltinho

Milton Ramos de Brito, o Miltinho, era o baterista do sexteto. O músico fez parte da orquestra da TV Paulista e, por muitos anos, do grupo de músicos do Programa Sílvio Santos.

Além disso, ele integrou a banda do Clube do Bolinha, da Bandeirantes. Hoje, com 85 anos, o baterista leva o seu Miltinho Batera Trio em shows pelo Brasil afora.

Bira

Bira

Ubirajara Penacho dos Reis, o Bira, foi o ponto chave do programa por uma característica marcante: sua gargalhada. Antes de trabalhar com Jô Soares, Bira fazia parte das orquestras dos maestros Zezinho e Milani, que atuava em diversos programas do SBT.

Ele faleceu no dia 22 de dezembro de 2019, aos 85 anos, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Chiquinho

Chiquinho

Francisco Carlos de Oliveira, o Chiquinho, era o trompetista da banda. Arranjador, ele trabalhou com grandes nomes da música popular, como Gonzaguinha, Renato Russo, Ed Motta, Nana Caymmi, Ivan Lins, Jorge Ben Jor e Elba Ramalho, entre outros. Hoje ele é líder da big band Metalmanera.

Tomati

Tomati

Carlos Nascimento, o Tomati, era o caçula do sexteto. O guitarrista, que fez diversos trabalhos na publicidade, entrou para o programa em 1998 – quando Rubinho, acometido por um AVC e pelas consequentes sequelas, deixou a atração do SBT.

Ele saiu da banda em 2015, mais de uma década após a mudança para a Globo, para cuidar da Tomati Power Trio, que faz shows até hoje.

Osmar

Osmar

Pianista, compositor e arranjador, o maestro Osmar Barutti esteve junto com Jô Soares desde 1988, quando Onze e Meia ganhou as noites do canal de Silvio Santos.

O músico continua tocando em shows, além de participar de gravações e ministrar aulas de música.

Garçom Alex

Alex Rubio

Além desses nomes do Sexteto, o Programa do Jô contava com o garçom chileno Alex, que ficou desempregado após o fim da atração, enfrentou um câncer e chegou a morar de favor antes de dar a volta por cima.

Recentemente, ele contou que, recuperado, acabou voltando ao Brasil para trabalhar na fábrica de alimentos da cunhada, em Mogi das Cruzes (SP). Além disso, passou a investir nas redes sociais, criando um canal chamado Bar do Alex Oficial, onde ensina aos seguidores receitas de drinques.

Whatsapp


Leia também