Definido: recurso que salvou Terra e Paixão não será usado em Renascer

Autor confirmou que atual novela das nove da Globo já está praticamente concluída

Whatsapp

André Santana

Em entrevista ao jornal O Globo, o autor Bruno Luperi, responsável pela adaptação de Renascer – criada por seu avô Benedito Ruy Barbosa -, afirmou que a atual novela das nove é praticamente uma obra fechada. Ou seja, o texto tem sido escrito com muita antecedência, sem sentir a resposta do público.

Juliana Paes em Renascer
Juliana Paes em Renascer

Mesmo sendo um remake, Renascer corre o risco de repetir o erro de alguns dos mais recentes fiascos exibidos pela Globo. A emissora apostou em novelas fechadas há alguns anos e se deu mal, acumulando prejuízos na audiência que não foram superados até hoje. Já Terra e Paixão se salvou justamente por não ter repetido tal erro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Obra aberta x obra fechada

Caio (Cauã Reymond) e Aline (Barbara Reis) em Terra e Paixão
Caio (Cauã Reymond) e Aline (Barbara Reis) em Terra e Paixão (divulgação/Globo)

Uma novela brasileira é, no geral, considerada uma obra aberta. Ou seja, o autor vai escrevendo e as gravações vão acontecendo ao mesmo tempo em que a trama vai ao ar. Com isso, é possível sentir a resposta do público ao que está sendo contado e fazer qualquer ajuste ou correção de rota, de acordo com a receptividade da audiência.

Leia mais

Terra e Paixão é um exemplo de obra aberta que se beneficiou com o formato. Como a trama estreou em baixa, o autor Walcyr Carrasco realizou diversas mudanças de rumo na história na tentativa de agradar ao público e fazer a audiência crescer. Demorou, mas ele conseguiu: no final, a trama alcançou a meta estabelecida pela Globo.

Isso não seria possível se Terra e Paixão fosse uma obra fechada. Sem saber exatamente como o público reagiria à história, Carrasco estaria impossibilitado de realizar as mudanças necessárias. Se tivesse seguido sua sinopse à risca, provavelmente a trama não teria revertido a queda inicial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antecedência

 

Porém, sua substituta Renascer vem sendo escrita de maneira diferente. O autor Bruno Luperi revelou, em entrevista ao O Globo, que já passou da metade dos trabalhos da novela das nove da Globo, que terá pouco mais de 190 capítulos.

“Eu estou com uma frente muito grande de capítulos, no 104 (…). Para a gente conseguir ir a Ilhéus [na Bahia, onde a novela é ambientada], o desenho de produção determinava uma entrega de textos grande. Assim, a gente conseguiria gravar muita coisa lá, a primeira e a segunda fases, e trazer muita coisa para cá [para os estúdios no Rio]”, revelou.

“Temos que acreditar no trabalho que foi feito e nas decisões tomadas. Por isso fazemos um processo muito sério de escalação de elenco. Tem uma equipe espetacular. Não tem muita margem para errar. Lógico que não sabemos o que vai acontecer, se vai ser sucesso ou não. Mas estamos confiantes no caminho que está sendo adotado”, detalhou.

O autor comparou o trabalho atual a Pantanal, que ele também considerou uma obra fechada.

“Há uma relação muito boa com a direção e a produção, de troca e muita cumplicidade. Isso foi o que permitiu Pantanal ser o que foi, mesmo tendo sido obra fechada. Renascer também vai ter essa característica. Mas eu assisto a tudo, me mandam muita coisa quando estão gravando. Dá para sentir o cheiro e pegar um pouco de como o público recebe. Somos atentos a isso, a equipe sempre troca”, minimizou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Erro que se repete

Marieta Severo em Um Lugar ao Sol
Marieta Severo como Noca em Um Lugar ao Sol (Reprodução / Globo)

Pantanal foi produzida como uma obra fechada em razão de sua logística de gravações, que exigia longos períodos de filmagens em locações na região do bioma. Além disso, a Covid-19 ainda era uma preocupação, já que a trama começou a ser produzida em 2021.

A novela funcionou, mas não deixou de sofrer críticas. O público ficou insatisfeito com o rumo de alguns personagens e se indignou com o fim do casal Irma (Camila Morgado) e Trindade (Gabriel Sater), algo que poderia ter sido modificado sem prejuízo ao restante do enredo. Se Pantanal fosse uma obra aberta convencional, isso poderia ter sido diferente.

Além de Pantanal, no período crítico da pandemia da Covid-19, a emissora ousou ao colocar no ar outras novelas “fechadas”, ou seja, que foram exibidas totalmente gravadas. Nos Tempos do Imperador (2021) foi ao ar praticamente concluída. Já Quanto Mais Vida, Melhor! (2021) e Um Lugar ao Sol (2021) estrearam com todos os seus capítulos finalizados.

Todas elas foram consideradas grandes fiascos de audiência. A trama das seis, inclusive, foi alvo de reclamações por apresentar equívocos na narrativa, algo que poderia ter sido mudado se a trama não tivesse uma frente tão ampla.

Renascer tem a vantagem de ser um remake, ou seja, a história já foi testada antes. Porém, mais de 30 anos separam a obra original e a atual e a resposta do público pode ser diferente. Apenas confiar no que já foi feito pode ser um tiro no pé.

Whatsapp


Leia também