De reclusão a câncer terminal: o destino de 7 estrelas que deixaram a TV

Profissionais que fizeram história na telinha acabaram se afastando do veículo

Whatsapp

Por onde anda aquele âncora de telejornal ou repórter famoso que há tempos não vimos na televisão? Muitos jornalistas renomados que fizeram bastante sucesso e foram conhecidos nacionalmente, simplesmente sumiram.

Lilian Witte Fibe no comando do Jornal Nacional
Lilian Witte Fibe no comando do Jornal Nacional (divulgação/Globo)

Alguns deixaram a profissão, outros se encontram em emissoras menores, e também há os que tenham sumido da mídia ou até mesmo falecido.

Saiba o que aconteceu com diversos jornalistas famosos que deixaram a TV, como Lillian Witte Fibe (foto acima), e onde está cada um deles atualmente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Crias do Aqui Agora

Ney Gonçalves Dias
O jornalista Ney Gonçalves Dias (Reprodução / Record)

Um dos celeiros de novos talentos, o Aqui Agora, produzido nos anos 90 pelo SBT, promoveu ao estrelato inúmeros de seus colaboradores entre repórteres e âncoras.

Leia mais

Uma delas foi Patrícia Godoy. Formada em educação física e piano clássico, ela, que também já foi atriz publicitária, hoje é locutora. Sabe aquela famosa mensagem telefônica: “Chamada a cobrar, para aceitá-la continue na linha após a identificação”? É a voz da Patrícia. Sua última aparição na TV foi no Domingo Espetacular, da Record.

Ney Gonçalves Dias ficou conhecido após participar do TV Mulher da Rede Globo e passou por quase todas as emissoras brasileiras, como Record, SBT, Band, RedeTV! e a extinta Manchete. No canal de Silvio Santos comandou o Aqui Agora, Programa Livre, Fórum Popular e SBT Repórter. Atualmente, está na nanica Rede Brasil de Televisão atuando como comentarista nos noticiosos do canal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Memória afetiva

Gil Gomes
O repórter Gil Gomes (reprodução/SBT)

Gil Gomes foi mais um que chegou à TV no Aqui Agora. Vindo do rádio, o jornalista foi convidado para ser um dos locutores da atração policial do SBT, sendo um dos mais marcantes.

Com gestos e estilo narrativo diferenciado, caiu nas graças do público, que imitava o seu jeito de narrar os mais pesados crimes. Seu último trabalho na TV foi em 2005, como apresentador do Repórter Cidadão da RedeTV!.

Logo depois, se afastou da mídia após quase 50 anos de carreira em razão do agravamento do mal de Parkinson. Voltou a aparecer nas telinhas em entrevistas na Record e no SBT, até falecer em 2018.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De jornalista a investigada

Claudia Cruz e Augusto Xavier no Jornal Hoje
Claudia Cruz e Augusto Xavier no Jornal Hoje (divulgação/Globo)

Claudia Cruz ficou nacionalmente conhecida através de seus trabalhos na Rede Globo. Vinda da extinta TVE Brasil, ela chegou ao canal dos Marinhos em 1989, onde participou de diversos telejornais nacionais e locais, além de passar pela apresentação do Fantástico. Em 2001, foi para Record ancorar a edição de fim de noite do principal telejornal da emissora.

Afastada da TV, Claudia casou-se com o político Eduardo Cunha e hoje se dedica às artes plásticas. Em 9 de junho de 2016, ela se tornou ré no processo da Operação Lava Jato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Casal 20 do jornalismo

CBS Telenotícias - Eliakim Araújo e Leila Cordeiro
Eliakim Araújo e Leila Cordeiro no Jornal do SBT – CBS Telenotícias (Divulgação / SBT)

Eliakim Araújo começou a sua carreira televisiva no Jornal da Globo em 1983, ficando até 1989, quando se demitiu e acertou com a TV Manchete para comandar, ao lado de sua até hoje esposa, Leila Cordeiro, o principal telejornal da extinta emissora.

Leila Cordeiro, começou na TV Aratu, da Bahia, e em 1977 assinou com a Globo, onde foi repórter e posteriormente âncora do Jornal da Globo, ao lado de seu marido, Eliakim. Comandou também, por curto tempo, o Jornal Hoje.

Em 1992, o casal 20 como ficaram conhecidos, saiu da Manchete e chegou à TV do Baú, onde juntos comandaram o Jornal do SBT e o Aqui Agora. Mais tarde, eles se mudaram para Miami e fizeram de lá o Jornal do SBT – CBS Telenotícias, em uma parceria entre a rede americana CBS e TV de Silvio Santos.

O jornalista faleceu em 2016, pouco tempo depois de ser diagnosticado com um câncer no pâncreas em estado avançado. Ele chegou a se submeter à quimioterapia, mas não houve tempo: um mês após a descoberta da doença, Eliakim faleceu. Já Leila Cordeiro segue vivendo nos EUA, onde atuou em alguns portais informativos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por onde anda Lillian Witte Fibe?

Lillian Witte Fibe
Reprodução / YouTube

Lillian Witte Fibe começou na TV na Band, como comentarista de economia. Nos anos 80, passou à Globo e participou de todos os telejornais da emissora como comentarista.

Após um período fora da TV, Lillian fechou com a concorrente em 1991 e ancorou o primeiro Jornal do SBT. Em 1993, voltou à líder e apresentou o Jornal da Globo e o Jornal Nacional ao lado de William Bonner.

No início dos anos 2000, a jornalista deixou a TV e passou a apresentar notícias na internet, até que, em 2005, fez um breve retorno na extinta Rede 21 e, em 2008, surgiu como apresentadora do Roda Vida, da TV Cultura. Lillian também era figurinha carimbada no Meninas do Jô, famoso quadro do Programa do Jô no qual jornalistas debatiam a política nacional.

Atualmente aos 70 anos, escreve análises políticas e econômicas em seu site e participa de palestras e eventos.

Whatsapp


Leia também