Críticas, injustiça e saia-justa com a Globo: por onde anda Ricardo Macchi, o cigano Igor?

Por onde anda Ricardo Macchi, o eterno Cigano Igor de Explode Coração, novela produzida pela Globo em 1995 e recentemente disponibilizada pela emissora no Globoplay?

Ricardo nasceu em 10 de abril de 1970, em Porto Alegre (RS). Iniciou carreira como modelo, fazendo desfiles nacionais e internacionais, incluindo grandes campanhas.

Passou a atuar no teatro em 1991, pelas mãos do diretor Wolf Maya. Em 1993, apareceu na abertura de Olho no Olho, novela da Globo.

Entrou na televisão em 1995, logo de cara como protagonista de Explode Coração. Foi muito criticado por sua atuação e carrega o estigma do personagem até os dias de hoje. No entanto, muitos dizem que foi injustiçado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


“Com 24 anos de idade, estreio sem amigos, recusando convites de assédio sexual, sem coach, sem ser de patotinha alguma, sem direção alguma de ator”, declarou, em 2013, em seu perfil no Facebook.

Depois da novela de Glória Perez, ainda participou de Por Amor, Malhação, Metamorphoses, Caminhos do Coração e Os Mutantes, sua última novela até o momento.

O ator também esteve no reality show Casa dos Artistas 2, do SBT, em 2002, e nos programas Tá no Ar: a TV na TV, Tomara que Caia, Zorra e Dra. Darci.

Uma polêmica veio em 2013, quando ele teve o nome de seu personagem colocado de forma pejorativa na novela Sangue Bom, da Globo. O ator protestou e isso repercutiu em todo o Brasil. Após o acontecimento, as citações na trama cessaram.

“Destruir a vida de alguém que não baba-ovo de ninguém sendo dissimulado é fácil? Me mantive resignado durante 17 anos! Agora passaram dos limites, da falta de senso de respeito!”, enfatizou.

Na vida pessoal, Ricardo namorou durante oito anos a atriz Ellen Roche.

Em 2014, Ricardo tentou uma vaga de deputado federal pelo Rio Grande do Sul, pelo PTB, mas não obteve o número de votos necessários para se eleger.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Atualmente com 50 anos, Ricardo se tornou diretor artístico do canal TV8, sediado na capital paulista.

“Minha vida de produtor executivo, diretor, roteirista está ótima e colho frutos de 35 anos de experiência com audiovisual. Ser diretor do entretenimento da TV8 não tem preço. Zelo pelo bom gosto, alta performance, alto padrão alto padrão de qualidade, valores e família. Tudo isso transformo neste sonho de construir uma nova TV aberta, um sonho realizado com todas as dificuldades desta era de 2020”, declarou, recentemente, ao site Notícias da TV.



Leia também