Coronavírus bomba e leva GloboNews a alcançar feito inédito em sua história



O aumento do noticiário ao vivo e o dinamismo na programação no mês de março fizeram com que a GloboNews chegasse à primeira colocação no ranking mensal da TV por assinatura, com um crescimento de 75% de audiência em relação à média do primeiro bimestre do ano.

Mais de 18,5 milhões de pessoas passaram pelo canal, que acumulou mais de 290 horas de jornalismo ao vivo dedicadas à cobertura da pandemia de COVID-19 desde o dia 15 de março.

O resultado é histórico, superando a marca de outubro de 2018, quando fechou o mês na segunda colocação com a cobertura das eleições presidenciais do Brasil.

O canal já havia comemorando a liderança do ranking por sete dias consecutivos (23 a 29 de março). Desde o início da cobertura especial da pandemia, no dia 15 de março, a GloboNews foi o canal mais assistido da TV por assinatura em 13 dos 15 dias. O resultado representa um crescimento de 120% de audiência em relação à média de 2020 do canal.


Neste final de semana, o canal teve novamente 35 horas de programação ao vivo com uma cobertura completa sobre a pandemia do novo coronavírus. No domingo, foram 18 horas seguidas de informações em tempo real. Christiane Pelajo, em São Paulo, e Heraldo Pereira, em Brasília, trouxeram entrevistas de autoridades, análises de especialistas e flashs ao vivo em todas as regiões do país.

Vale lembrar que o sinal da GloboNews continuará aberto nas próximas semanas, mantendo o serviço prestado à população. Com mais de 17 horas ao vivo diariamente e 2.500 profissionais ligados à atividade jornalística, a GloboNews está disponível nas plataformas online da TV por assinatura, no Globosat Play e no G1.




Leia também