Como a exibição de Carrossel, fenômeno em 1991 no SBT, foi obra do acaso - TV História

Como a exibição de Carrossel, fenômeno em 1991 no SBT, foi obra do acaso

Assim como aconteceu em 2015 com Os Dez Mandamentos, da Record, a Globo sofreu nas mãos das concorrentes em 1990, com Pantanal, da Manchete, e, em 1991, com a mexicana Carrossel, no SBT. Mas a exibição da trama infantil da Televisa na emissora de Silvio Santos naquele ano foi obra do acaso – ela não era a novela programada para a época em que estreou.

A grande aposta do sucesso de Carrossel foi feita, claro, pelo dono do SBT, que assistiu um capítulo da novela numa de suas costumeiras viagens aos Estados Unidos e gostou.

Na ocasião, cada capítulo da história da turma da professora Helena, exibida originalmente no México entre 1989 e 1990, custou ao SBT o valor de US$ 10 mil – muito pouco se comparado ao que a Globo gasta para fazer um capítulo de novela no Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Mas o destino poderia ter sido diferente. Pelos planos iniciais de Guilherme Stoliar, então executivo do SBT e atual presidente do Grupo Silvio Santos, Carrossel não seria levada ao ar imediatamente quando foi adquirida.

A prioridade seria dada a outras atrações compradas da Televisa – a trama infantil veio num pacote com outras três novelas. Mas apenas Carrossel e Rosa Selvagem (que era exibida em seguida e também dava bom Ibope) estavam disponíveis imediatamente e a Televisa as enviou na frente.

De acordo com a revista Veja de 12 de junho de 1991, dias antes da estreia de Carrossel, Silvio Santos estava aceitando apostas de US$ 100 mil contra quem duvidasse que a média da audiência passaria da marca dos 10 pontos – a trama passou dos 20.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Concorrência

Carrossel estreou no SBT no mesmo dia que O Dono do Mundo iniciou sua trajetória na Globo – 20 de maio de 1991. A trama de Gilberto Braga, que trazia a sofredora Márcia (Malu Mader) sendo enganada pelo vilão Felipe Barreto (Antônio Fagundes) não engrenou e as crianças tomaram conta do controle remoto para ver Carrossel.

“Entre assistir às novelas da Globo, que exploram cenas de sexo, algumas constrangedoras, e Carrossel, admitamos que a segunda opção é um mal menor”, afirmou Silvio Santos à reportagem da Veja.

Carrossel incomodou, inclusive, o Jornal Nacional – na época um campeão imbatível. Antes da estreia, no horário, o telejornal tinha 54 pontos, contra apenas 6 do SBT. Após o início da novela, a audiência da Globo caiu para 41, contra 21 do SBT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


De acordo com a matéria, que ouviu especialistas, a novela infantil caiu no gosto popular pelos seguintes pontos: era uma novela para crianças, interpretadas por crianças; era um programa infantil mesmo, com diálogo direto ao ponto e caráter de cada personagem bem definido; uma trama ágil, que não se arrastava por meses; abordava os problemas do dia-a-dia de todo o público; e, apesar de ser destinada ao público mirim, também cativava os adultos, já que eles podiam se identificar com as situações mostradas.

O SBT fez uma versão nacional de Carrossel em 2012. Não chegou a incomodar a liderança da Globo, mas obteve boa audiência, quase sempre na casa dos dois dígitos.



Leia também