Começou errado: elenco do remake de Elas por Elas decepciona muita gente

Whatsapp

André Santana

Próxima novela das seis da Globo, Elas por Elas conta a história de sete amigas, com idades entre 30 e 50 anos, que se reencontram após 20 anos distantes. A reunião das amigas dos tempos de colégio traz vários segredos à tona e transforma a vida de todas elas.

Elas Por Elas - Aracy Balabanian
Nelson Di Rago / Globo

O fato de Elas por Elas contar com sete protagonistas maduras animou o público, que viu na trama uma boa oportunidade para rever atrizes veteranas que andam sumidas das novelas. No entanto, o folhetim será encabeçado por Deborah Secco, que foi vista recentemente numa participação em Vai na Fé.

Cinco atrizes já foram divulgadas, mas a escalação não agradou boa parte do público noveleiro.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Remake à vista

Vai na Fé - Deborah Secco
Reprodução / Globo

Escrita por Cassiano Gabus Mendes em 1982, Elas por Elas ganhará uma nova versão pelas mãos dos autores Alessandro Marson e Thereza Falcão, com direção artística de Amora Mautner. Os novelistas preparam algumas mudanças, mas devem manter intacto o mote principal: a reunião das sete amigas.

Na versão original, grandes nomes encabeçaram o elenco de Elas por Elas: Eva Wilma, Sandra Bréa, Aracy Balabanian, Joana Fomm, Esther Goés, Mila Moreira e Maria Helena Dias respondiam pelas sete amigas Márcia, Wanda, Helena, Natália, Adriana, Marlene e Carmem.

Já o remake deve contar com Deborah Secco, Thalita Carauta, Isabel Teixeira, Monica Iozzi e Maria Clara Spinelli. Assim, ainda falta definir duas atrizes para fechar o time das personagens principais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Decepção

Desalma - Cláudia Abreu
Reprodução / Globoplay

O público ficou animado com o anúncio do remake de Elas por Elas. Afinal, a novela é um clássico dos anos 1980 e bastante querida pelo público saudoso. Além disso, a trama é protagonizada por sete mulheres com idades entre 30 e 50 anos, o que abriria uma oportunidade para a Globo voltar a contar com atrizes que já estrelaram várias de suas novelas no passado.

De cara, criou-se uma torcida pela escalação de Malu Mader, Claudia Abreu e Isabela Garcia. As atrizes, além de serem amigas na vida real, também contam com um carinho legítimo do público, que anseiam pelo retorno delas à telinha. Malu não faz uma novela inteira desde Haja Coração (2016); Claudia, desde A Lei do Amor (2016); e Isabela, desde O Sétimo Guardião (2018).

Além disso, vários fãs ansiavam por ver outras grandes estrelas contracenando juntas e brilhando na telinha. Adriana Esteves, Taís Araújo, Julia Lemmertz e Vivianne Pasmanter ganharam torcidas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem estrelas

Todas as Flores - Thalita Carauta
Estevam Avellar / Globo

No entanto, ao que tudo indica, a direção da Globo optou por ir na contramão dos anseios do público e preferiu fazer apostas, ao invés de reunir estrelas. Das atrizes escaladas, apenas Deborah Secco tem status de protagonista na emissora. As demais serão lançamentos.

Neste contexto, os nomes anunciados fazem sentido. Thalita Carauta e Isabel Teixeira são destaques de produções recentes – Todas as Flores e Pantanal (2022) – e contam com o aval do público e da crítica. Com Monica Iozzi, a Globo finalmente entrega uma protagonista à atriz após a recusa dela em viver Tancinha de Haja Coração.

Já Maria Clara Spinelli é uma “aposta óbvia”. Já que Renée, sua personagem, é uma mulher transexual, a emissora precisava de uma atriz trans para vivê-la. E Maria Clara é uma das poucas atrizes trans a ter uma trajetória dentro da Globo. É sua chance de se destacar numa novela após viver algumas coadjuvantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Economia

Todas as Flores - Cássio Gabus Mendes
Estevam Avellar / Globo

Além disso, é sempre bom salientar que a Globo está apertando o cinto. A emissora instituiu recentemente que o salário dos atores passam a integrar o orçamento da obra. Ou seja, há um teto na folha de pagamento que não pode ser ultrapassado. Por isso, uma novela repleta de estrelas – que, normalmente, possuem salários mais elevados – não é mais possível.

Com isso, o elenco escalado para Elas por Elas faz ainda mais sentido. O canal optou por uma grande estrela da casa, Deborah Secco, liderando um time de nomes em ascensão. Ter sete atrizes do primeiro escalão seria um sonho, mas a realidade atual da Globo é outra.

Ainda assim, aos olhos do público, fica a sensação de que Elas por Elas patina em erros de escalação. Afinal, a novela terá Cássio Gabus Mendes, nome considerado ideal para reviver Mário Fofoca (Luis Gustavo), em outro personagem. O ator será um vilão que se envolve com Lara, papel de Deborah Secco.

Mas, como dito no início deste texto, ainda faltam duas atrizes para fechar o elenco de protagonistas. Ainda resta uma esperança para os fãs de Malu Mader, Claudia Abreu e cia.

Whatsapp


Leia também