Com Hebe, sem Falabella e no SBT: a versão de Sai de Baixo que você não conhece - TV História

Com Hebe, sem Falabella e no SBT: a versão de Sai de Baixo que você não conhece

Um humorístico de grande sucesso dos anos 1990 poderia ter sido exibido em outro canal e com elenco bem diferente do original: estou falando de Sai de Baixo, que estreou na Globo em 1996 e logo virou mania nacional.

A ideia do programa foi do ator Luis Gustavo, que, na época, participava do elenco da série Confissões de Adolescentes, dirigida por Daniel Filho e exibida na TV Cultura. Luis perguntou ao diretor se não era o momento de criar um programa de humor, nos moldes do clássico Família Trapo, sucesso da Record dos anos 1960.

Daniel Filho e Luis Gustavo estavam fora da Globo e o projeto foi levado para o SBT, já que o ator estava trabalhando em uma peça feita no Teatro Imprensa, espaço pertencente ao Grupo Silvio Santos. Sai de Baixo, então, começou a ganhar vida e foi formada uma equipe de criação.

Marisa Orth, Claudia Jimenez e o próprio Luis Gustavo eram os nomes de elenco cotados para o programa, todos disponíveis na época. O personagem Caco, que seria eternizado por Miguel Falabella, ficaria a cargo do ator Fúlvio Stefanini. Para o papel de Cassandra, Hebe Camargo foi a primeira opção considerada: sim, Hebe poderia ter sido a sogra de Caco Antibes.

Com o projeto debaixo dos braços, a equipe levou a ideia do programa para Silvio Santos, com o objetivo de exibi-lo no Teatro Imprensa, além da veiculação no próprio SBT. Porém, essa proposta ficou apenas na ideia: Silvio não deu a mínima e Daniel Filho, em seu livro de memórias, relata que o material talvez nem tenha chegado às mãos do dono do SBT.

O diretor, no entanto, voltou para a Globo e, logo de cara, apresentou a ideia do Sai de Baixo como sugestão para a nova programação de 1996. Como a Globo sempre perdia a audiência para o Topa Tudo por Dinheiro nas noites de domingo, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, vice-presidente de Operações na época, propôs a exibição nessa faixa, visando disputar com a atração da emissora rival.

Claudia Jimenez e Marisa Orth foram contratadas, Arlete Salles e Nair Bello foram escaladas para interpretar Cassandra, mas recusaram, deixando o caminho livre para Aracy Balabanian. Para o papel de Caco Antibes, Luiz Fernando Guimarães estava nos planos da equipe, mas o ator deixou o convite de lado e Miguel Falabella, chamado para ajudar na redação do programa, gostou tanto do icônico personagem que acabou ficando com ele.

Tom Cavalcante, que na época era da Globo, mas não estava em nenhum programa, foi escolhido por Daniel Filho. Houve até quem aconselhou Daniel para não chamar o comediante, pelo fato dele não ser um ator de teatro, mas o diretor não deu ouvidos e o porteiro Ribamar foi um grande sucesso.

Sai de Baixo estreou na Globo no dia 31 de março de 1996 com uma ótima audiência, empatando com o SBT, e ficou no ar até 2002 – a atração rende bons índices até hoje, nas reprises. Provavelmente, a partir daí, Silvio começou a prestar atenção no projeto que poderia ter sido de sua emissora.



Leia também