Com estrelas entre tapas e beijos, sucesso da Globo quase teve título impróprio - TV História

Com estrelas entre tapas e beijos, sucesso da Globo quase teve título impróprio

Whatsapp

Sucesso que marcou uma geração e obteve êxito também no canal Viva, A Gata Comeu terminava há exatamente 35 anos, em 18 de outubro de 1985. No entanto, a escolha do título da obra foi um processo complicado e uma das opções certamente geraria problemas para a Globo nos dias atuais.

A Gata Comeu era um remake de A Barba Azul, exibida pela Tupi em 1974, com Eva Wilma (foto abaixo) no papel principal. A trama ganhou a vaga que seria de Mulheres de Areia, que viria a ser produzida somente em 1993.

Naquela época, a emissora não planejava as novelas com a mesma antecedência das produções atuais. As primeiras movimentações ocorreram somente em fevereiro daquele ano, sendo que a estreia ocorreu em abril, sucedendo Livre para Voar na faixa das seis.

Em março, a imprensa noticiou que a novela se chamaria Pancada de Amor Não Dói. “Era um título péssimo, sabiamente trocado por A Gata Comeu”, destacou nosso colunista Nilson Xavier em seu site Teledramaturgia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Apesar de ser impróprio, o título tinha motivo, já que o casal de protagonistas Jô (Christiane Torloni) e Fábio (Nuno Leal Maia) viviam literalmente entre tapas e beijos.

Outros nomes, como Bateu Levou (bordão de Fábio ao revidar os tapas de Jô), Lucrécia Borja, megera que fazia seus pretendentes sofrerem, Tapas e Beijos e A Ilha foram sugeridos, mas acabou ficando A Gata Comeu mesmo. Mas, afinal, o que seria isso, perguntou o público da época?

Novamente recorremos ao site de Nilson: “A referência estava na música de Caetano Veloso gravada pelo grupo Magazine (de Kid Vinil) para a abertura: ‘Ela comeu meu coração, trincou, mordeu, mastigou, engoliu, comeu’. Jô era a gata que comia o coração de seus pretendentes. Outra interpretação pode vir da frase de apelo infantil, o gato comeu”, escreveu o especialista.

Resolvido o problema do nome, A Gata Comeu iniciou sua trajetória no dia 15 de abril de 1985, teve 160 capítulos e fez muito sucesso, voltando no Vale a Pena Ver de Novo em 1989 e em 2001, além da exibição no canal Viva entre 2016 e 2017.



Leia também