Cinco motivos para rever Laços de Família no Vale a Pena Ver de Novo - TV História

Cinco motivos para rever Laços de Família no Vale a Pena Ver de Novo

Um dos maiores clássicos de Manoel Carlos estará de volta ao Vale a Pena Ver de Novo! Laços de Família (2000) será próxima reprise da faixa e vai substituir o sucesso Êta Mundo Bom! em breve. Por isso, vamos descobrir alguns motivos para rever esse novelão!

Grande elenco

A novela está recheada de grandes nomes da dramaturgia brasileira – e também tem o Reynaldo Gianecchini no meio. Entre os destaques estão: Tony Ramos, Vera Fischer, os protagonistas adultos; destaque para Marieta Severo como a antagonista Alma Flora de Albuquerque, papel que a atriz defendeu com tanta maestria que ganhou o prêmio APCA de melhor atriz. Entre os jovens, vimos Carolina Dieckmann dar o nome na pele da chatíssima Camila; Deborah Secco como Íris; Giovanna Antonelli como Capitu; e Juliana Paes no comecinho da carreira, fazendo um papel super secundário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Grande história

Laços de Família é o típico novelão das 21h, onde os acontecimentos vão ocorrendo no ritmo da vida. Na história, temos o amor incondicional de uma mãe pela filha como foco principal da trama. Edu (Reynaldo Gianecchini) se apaixona por Helena (Vera Fischer), mãe de Camila (Carolina Dieckmann). A jovem acaba se encantando pelo namorado da mãe, que abre mão desse amor e cede às investidas de Miguel (Tony Ramos). No decorrer da trama, Helena engravida de Pedro (José Mayer), mas apenas para salvar a filha, doente por conta da leucemia.

Baseada numa história real

A trama, tão próxima da realidade, quase uma crônica urbana não seria à toa: a história principal da novela foi inspirada em uma notícia real. Manoel Carlos conta que a ideia central de Laços de Família partiu da leitura de uma notícia de jornal nos Estados Unidos, em 1990: a mãe de uma jovem com leucemia engravidou para salvar a filha. Lembrando que artigos de jornal ou notícias reais já inspiraram grandes novelas, como Barriga de Aluguel e Senhora do Destino.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Fenômeno de audiência

Grande sucesso de audiência na primeira exibição, a novela de Manoel Carlos arrebatou milhares de fãs interessados em acompanhar a saga de uma mãe em busca da cura para a filha. O resultado veio nos números. No capítulo em que Camila (Carolina Dieckmann) raspou a sua cabeça devido à leucemia, exibido no dia 9 de dezembro de 2000, a trama marcou 46 pontos. No capítulo de 11 de dezembro, com a continuação das cenas, a trama bateu recorde de audiência, com 55 pontos e 61 de pico, atingindo 79% de participação. A média geral da novela é 45 pontos. Lembrando que esses dados são da Grande São Paulo.

Cena antológica da TV brasileira

Não dá pra falar de Laços de Família sem falar na antológica cena do corte de cabelo de Camila. A personagem, diagnosticada com leucemia é submetida ao tratamento de quimioterapia. No processo, é comum cair os cabelos dos pacientes, além de outros efeitos colaterais. Para adiantar, os pacientes raspam os cabelos. Numa atuação grandiosa, que misturou emoção real com ficção, Carolina Dieckmann conseguiu imprimir e se aproximar bastante do sentimento real de um paciente oncológico. Esse “efeito Camila” comoveu o público. As imagens da personagem tendo os cabelos tosados como consequência do tratamento da leucemia foram usadas em uma campanha da Globo para doação de medula óssea. Nas semanas que se seguiram ao capítulo final de Laços de Família, o Instituto Nacional do Câncer registrou 149 novos cadastramentos. Antes, o índice era de dez por mês. Sucesso incontestável.

SOBRE O AUTOR
Alexandre Pequeno é jornalista e apaixonado pelas novelas brasileiras desde a infância. A paixão foi tanta que seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) foi sobre a novela Mulheres Apaixonadas, de Manoel Carlos. Em 2018, lançou o canal Novelando, onde aborda, de forma bem humorada, sobre as tramas que marcaram a história da TV. Já publicou contos e crônicas em antologias nacionais.

SOBRE A COLUNA
Listas, análises e notícias sobre o universo da teledramaturgia. A coluna, publicada de forma semanal, aborda os vários aspectos que envolvem as tramas nacionais e internacionais.



Leia também