Briga com autor prejudicou artista que sumiu das novelas: “Foi maldade”

Whatsapp

André Santana

O autor Walcyr Carrasco costuma fazer jus ao nome. Não foram poucas as rusgas entre o novelista e atrizes que já trabalharam com ele que se tornaram públicas. A mais recente história envolve Rita Guedes, que revelou em entrevista que um mal-entendido enfraqueceu a amizade entre ela e o autor.

Rita Guedes e João Vitti

A atriz tem entre seus trabalhos mais populares na TV a sensual Kátia, de Alma Gêmea (2005), trama atualmente reapresentada no canal Viva. O sucesso da personagem levou o autor a querer repetir a parceria no teatro, mas as coisas não saíram como previsto.

Leia mais

Em entrevista ao Podcast Papagaio Falante, Rita, que está longe das novelas desde Flor do Caribe (2013), contou que foi alvo de uma intriga de um produtor de teatro, que a indispôs com Walcyr Carrasco.

Segundo a atriz, ela foi convidada para participar de uma peça do autor, mas como já tinha planos de estudar nos EUA, combinou com o produtor que faria apenas o primeiro mês do espetáculo e, depois, seria substituída.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Intriga

Rita Guedes - Papagaio Falante

Porém, por conta de atrasos na produção, Rita precisou deixar a peça antes da estreia.

“Foi maldade. Ele nunca chegou para o Walcyr para explicar que houve um atraso e que eu já tinha firmado outro compromisso nos Estados Unidos”, disse a atriz. Assim, tempos depois, quando a imprensa noticiou que Rita Guedes estaria numa novela do autor, Carrasco tratou de desmentir.

“Ele respondeu que eu não iria mais trabalhar com ele. Eu estava nos Estados Unidos naquela época. Fiquei muito chateada, porque gosto muito dele”, explicou.

No entanto, Rita deixou claro que se trata de águas passadas.

“A gente já fez as pazes. Foi um grande mal-entendido, depois a gente acabou conversando”, elucidou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Improvisos

Walcyr Carrasco

Entretanto, são famosas as indisposições do novelista com algumas atrizes que trabalharam com ele. Walcyr Carrasco já declarou publicamente que odeia que atores mudem os diálogos escritos por ele, e isso já rendeu algumas confusões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Chocolate com Pimenta (2003), o novelista deixou Jezebel muda por vários capítulos, como uma punição por conta dos improvisos de Elizabeth Savalla. Este também teria sido o motivo para que o autor matasse Ágatha, a vilã de Sete Pecados (2007), interpretada por Claudia Raia.

Elizabeth Savalla

Mas nem todos os improvisos foram punidos pelo autor. Numa entrevista ao Altas Horas, Walcyr Carrasco revelou que deu carta branca para Tatá Werneck, quando a atriz vivia Valdirene em Amor à Vida (2013).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cabelos

Amor à Vida

Uma das brigas mais conhecidas de Walcyr Carrasco envolveu a atriz Marina Ruy Barbosa. A jovem teve um papel de destaque em Morde & Assopra (2011), levando o autor a escalá-la para Amor à Vida. Na trama das nove, Marina viveria uma personagem que sofreria com um câncer.

Porém, quando Nicole começou seu tratamento com quimioterapia, Marina Ruy Barbosa teria se recusado a cortar os cabelos para esta fase da personagem. Irritado, Carrasco tratou de matar a personagem (que, a princípio, sobreviveria), transformando-a num fantasma.

Recentemente, Walcyr Carrasco também não escondeu a frustração com Camila Queiroz, que teria feito várias exigências para prolongar seu contrato com a Globo e concluir as gravações de Verdades Secretas 2.

“O que aconteceu eu nunca vi acontecer… Prefiro não entrar em detalhes, porque foi uma questão dela com a emissora. Mas, eu nunca vi acontecer, alguém na reta final dar um problema assim. Eu prefiro não falar muito, deixar no ar. Não foi fácil para mim, não”, afirmou Carrasco em entrevista ao podcast Novela das Nove, do Gshow.

Whatsapp


Leia também