Parazinho existe? Onde foi gravada a novela A Força do Querer? - TV História

Parazinho existe? Onde foi gravada a novela A Força do Querer?

Para contar as histórias com uma boa dose de encantamento e magia, A Força do Querer traz a riqueza da cultura paraense, a lenda dos botos e das sereias e até a sabedoria da tribo indígena Ashaninka, que vive na fronteira do Acre com o Peru.

Em 2017, a novela foi gravada durante um mês na região Norte do país, a maior parte do tempo em Vila de Acajatuba, cenário da fictícia Parazinho, que fica a cerca de uma hora de barco de Manaus (AM).

A viagem para a região Norte: imersão na cultura local

Isis Valverde vestida com uma cauda de sereia, sendo carregada por Marco Pigossi em meio ao mercado Ver-o-Peso, em Belém. A cena inusitada dos personagens Ritinha e Zeca foi gravada pouco após as sete da manhã de um sábado, quando a venda de peixes já está em alta no local, e, claro, atraiu os olhares curiosos de quem passava por lá. Se o mercado está sempre lotado de gente para todos os lados, que dirá durante os seis dias em que a equipe de A Força do Querer gravou diversas cenas em vários pontos turísticos da cidade.

Na pele de Ritinha, que vive em Parazinho, vila fictícia próxima a Belém, Isis Valverde interagiu bastante com os paraenses durante os intervalos das cenas e nos horários fora das gravações.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A área que abriga o Ver-o-Peso é enorme, e praticamente todas as particularidades do mercado foram exploradas nas gravações. Entre as locações, estavam o Cais do Porto, as barraquinhas que vendem alimentos e artesanatos, a parte da venda de banhos de ervas – tradição muito forte por lá – e a feira do açaí, que foi cenário do dia mais trabalhoso de gravações no mercado.

De Belém, a equipe de A Força do Querer partiu para Manaus, onde ficou até a segunda semana de fevereiro. Em um vilarejo, a uma hora de barco da Capital, com apenas 250 habitantes, foram gravadas as cenas da fictícia Parazinho.

Vila de Acajatuba, que pertence ao município de Iranduba, tem oito comunidades, e uma delas, a Perpétuo Socorro, foi a escolhida como locação. Praticamente todos os habitantes do lugar participaram das cenas.

No centro do vilarejo existe uma igreja pequena, com toda a simplicidade e beleza das construções de Interior, onde foram gravados eventos importantes da trama e tradicionais na região Norte, como a procissão do Círio de Nazaré e a festa do Carimbó, uma dança típica da região.

Niterói e Usina

Depois da tribo Ashaninka, o trabalho migrou para Belém e Vila de Acajatuba. Desses lugares, muitas referências e objetos foram trazidos aos Estúdios Globo para compor o interior das casas de Parazinho e as residências de Portugal Pequeno, bairro de Niterói, município do Rio, que foi reproduzido numa cidade cenográfica de aproximadamente quatro mil metros quadrados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


É neste bairro, que guarda algumas semelhanças com Belém, que mora Nazaré (Luci Pereira), tia de Zeca (Marco Pigossi) e irmã de Abel (Tonico Pereira). E é para onde os dois se mudam após a desilusão de Zeca com Ritinha (Isis Valverde).

Outro bairro que será cenário da novela é a Usina, na Zona Norte do Rio, onde fica o casarão antigo da família Garcia e vive Heleninha (Totia Meireles), com o marido Junqueira (João Camargo) e o filho Yuri (Adriano Alves).



Leia também