Autora teve ajuda dos céus para conseguir sua primeira novela na Globo - TV História

Autora teve ajuda dos céus para conseguir sua primeira novela na Globo

Whatsapp

Dramaturga portuguesa radicada no Brasil desde os anos 1950, Maria Adelaide Amaral escreveu diversas obras de sucesso para o teatro e a televisão, mas conseguiu sua primeira novela como autora principal apenas em 1997. Como ela mesma contou, foi de forma inusitada: recebeu uma ajuda dos céus para atingir seu objetivo.

Em entrevista ao lado “Autores, Histórias da Teledramaturgia”, do projeto Memória Globo, Amaral contou que o convite surgiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Colaboradora em tramas como Meu Bem, Meu Mal (1990), Deus nos Acuda (1992), O Mapa da Mina (1993), Sonho Meu (1993) e A Próxima Vítima (1995), ela teve sucessivas tentativas frustradas de emplacar uma sinopse própria na Globo.

Mas tudo mudou quando ela resolveu mandar rezar uma missa à memória de Cassiano Gabus Mendes (1929-1993), um dos principais nomes da história da televisão brasileira, como se estivesse pedindo um sinal. E deu certo!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Naquele mesmo dia, o Boni me ligou e me chamou para conversar: ‘Queremos fazer um remake de Anjo Mau, de Cassiano Gabus Mendes. Não pensamos em convidar você porque achávamos que você não ia topar fazer remake’. Eu respondi: ‘O que? Do Cassiano? Lógico que quero!’. E pensei: ‘É o Cassiano quem está me dando esse presente”, enfatizou.

Remake da novela de sucesso apresentada em 1976, Anjo Mau estreou em 8 de setembro de 1997 e teve 173 capítulos, sendo exibida até 28 de março de 1998. Maria Adelaide acabou usando a história central, mas teve que atualizar muitos fatos da sinopse, que era datada.

No elenco, nomes como Glória Pires, como a babá Nice, Kadu Moliterno, Alessandra Negrini, Leonardo Brício, Maria Padilha, Daniel Dantas, Cláudio Corrêa e Castro (1928-2005), Regina Maria Dourado (1953-2012) e Mauro Mendonça, entre outros.

Whatsapp


Leia também