Autor que deixou a Globo leva balde de água fria em concorrente

Whatsapp

André Santana

Com o fortalecimento de grandes plataformas de streaming no Brasil, cresceu o interesse destes serviços na produção de novelas. Sabendo da força dos folhetins eletrônicos no país, as gigantes globais passaram a estudar maneiras de oferecer produtos neste segmento e fazer concorrência à Globo e suas tradicionais novelas.

Silvio de Abreu

Neste contexto, a HBO Max parecia ter a estratégia mais sólida. Poucos meses após seu lançamento no Brasil, a plataforma anunciou a contratação de Silvio de Abreu, autor de novelas e ex-diretor de dramaturgia da Globo. Na nova casa, Abreu passou a responder pela produção de “telesséries” (um híbrido de novela e série) para toda a América Latina.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pouco tempo após a chegada de Silvio de Abreu, a HBO Max anunciou a primeira “telessérie” brasileira. Segundas Intenções, escrita por Raphael Montes e dirigida por Joana Jabace, marcaria a estreia da HBO Max no campo das novelas em grande estilo. A promessa era uma trama de vingança clássica, mas utilizando a narrativa mais aprofundada das séries, numa produção de 60 capítulos.

Camila Pitanga

Além das “grifes” HBO e Silvio de Abreu, Segundas Intenções também contava com um grande elenco, formado por figurinhas carimbadas das novelas da Globo. Alice Wegmann, Camila Pitanga, Murilo Rosa, Daniel de Oliveira, Reynaldo Gianecchini, Camila Morgado, Rodrigo Simas e Antonio Fagundes foram alguns dos nomes anunciados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Adiamento

HBO Max

No entanto, a produção de Segundas Intenções acabou suspensa. A trama, que a princípio começaria a ser gravada agora para estrear no início do ano que vem, teve seus trabalhos paralisados. Isso aconteceu em meio à fusão da Warner, dona da HBO Max, e Discovery. Com a união das duas empresas, os planos foram revistos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar disso, a HBO Max garante que Segundas Intenções não será cancelada. A produção deve ser retomada assim que forem concluídos os trabalhos da fusão entre a Warner e a Discovery, o que deve influir em seus respectivos serviços de streaming. HBO Max e Discovery+, nesta nova realidade, podem se tornar uma coisa só.

Ainda assim, a paralisação dos trabalhos de Segundas Intenções soa como um verdadeiro balde de água fria nos planos de Silvio de Abreu, que sempre demonstrou muita confiança na aposta em dramaturgia no streaming.

“Se essas plataformas quiserem conquistar nosso público, terão de fazer novelas e telesséries. É a dramaturgia que fideliza os espectadores. As novelas é que seguram a Globo há muito tempo. O pessoal do streaming raciocina assim: se conseguirmos fazer um produto folhetinesco interessante e que faça sucesso global, será uma mina de ouro. Eles vão fazer e farão bem”, declarou Silvio à Veja, em outubro de 2021.

Futuro

A Próxima Vítima

Para o autor de sucessos como Guerra dos Sexos (1983) e A Próxima Vítima (1995), o streaming representa o futuro. O streaming está fazendo uma revolução. É compreensível que as pessoas que trabalham na TV se interessem, para ampliar sua visibilidade.

Não há nada mais sedutor que a possibilidade de fazer uma série ou filme que serão vistos no mundo todo, não apenas na escala limitada da televisão aberta. Os recursos de produção e o dinheiro envolvido são fartos. Para os profissionais que dispuseram praticamente só de um lugar para trabalhar até hoje, a nova realidade é empolgante”, declarou.

Ou seja, apesar da confiança de Silvio de Abreu, este grande investimento em dramaturgia não parece ser tão sólido quanto se acreditava. O adiamento de Segundas Intenções coloca em xeque o trabalho do diretor e de toda a sua equipe, que buscava se tornar uma potência capaz de rivalizar com a Globo de igual para igual, coisa que nenhuma emissora de TV aberta conseguiu.

Whatsapp


Leia também