Autor nunca mais trabalhou com estrela da Globo: “Chata pra caramba”

Whatsapp

Roubando a cena em Um Lugar ao Sol, novela recentemente exibida pela Globo, Andréa Beltrão estava afastada do gênero há 19 anos, tendo participado apenas de séries e minisséries neste período.

Tapas e Beijos

A atriz já colecionou diversos êxitos na sua carreira. Depois do sucesso na série Armação Ilimitada (1985), quando viveu Zelda Scott, ela fez sua primeira novela, Rainha da Sucata (1990), dando vida a Ingrid de Bresson.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Andréa também teve destaques como Úrsula, de Pedra sobre Pedra (1992), Tonha, de Mulheres de Areia (1993), e Lisa, do remake de A Viagem (1994). Além disso, interpretou a vilã mimada Bruna em Era uma Vez (1998).

Mas existem duas passagens que a atriz quer esquecer e, talvez, tenham contribuído para sua ausência nesse tipo de trama.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira delas foi em Vira-Lata, novela das sete exibida em 1996 pela Globo. A atriz, que vivia a protagonista Helena, claramente não ficou contente com o papel e chegou a se afastar da produção por alguns capítulos.

Carlos Lombardi

“A Andréa Beltrão foi chata pra caramba! Nunca mais pretendo escrever ou trabalhar com ela na vida. E olha que acho a Andréa uma atriz brilhante. Ela não gostava do que estava fazendo. E parecia não gostar com quem estava contracenando”, disparou Carlos Lombardi no livro “A Seguir, Cenas do Próximo Capítulo”, de André Bernardo e Cíntia Lopes.

O próprio autor também declarou, em diversas entrevistas, que detesta a produção, por tudo que aconteceu, se tratando de um trabalho infeliz. Já a atriz não se manifestou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fiasco em 2001

Anos mais tarde, em 2001, Andréa conquistou um principais papeis em As Filhas da Mãe, de Silvio de Abreu. Na história, a atriz interpretou Tatiana, uma das filhas de Lulu de Luxemburgo (Fernanda Montenegro).

Tratava-se de uma comédia rasgada, ao estilo das novelas de Abreu, com direção geral de Jorge Fernando. Entre a farsa e a chanchada, As Filhas da Mãe basicamente focava o reencontro de uma família e a disputa por uma herança. No entanto, por inúmeros fatores, a trama prejudicou o Ibope da Globo e acabou saindo do ar antes do previsto.

Desde então, Andréa Beltrão, por diversas circunstâncias, acabou se afastando das novelas, participando de produções como Os Normais, A Grande Família, Carol & Bernardo, Sitcom.br, As 50 Leis do Amor, Os Aspones, Som & Fúria, Programa Piloto, Tapas & Beijos e Cidade Proibida.

Em 2019, ela se destacou vivendo Hebe Camargo no filme Hebe: A Estrela do Brasil, que depois foi transformado na minissérie Hebe, com exibição pela Globo no ano passado.

“Não foi uma opção ficar longe das novelas, mas eu estava há anos na A Grande Família e emendei logo com Tapas & Beijos. Eu queria voltar. Sou noveleira e quis muito fazer mais uma”, destacou a atriz ao site Notícias da TV.

Em Um Lugar ao Sol, Rebeca era uma ex-modelo de sucesso, oprimida pelo curto prazo de validade da carreira que abraçou. Ela era casada com Tulio (Daniel Dantas) e mãe de Cecília (Fernanda Marques). Durante a trama, se envolveu com Felipe (Gabriel Leone). Na produção, Andréa foi dirigida pelo próprio marido, Maurício Farias.

Whatsapp


Leia também