Astro do SBT ficou magoado com padre pouco antes de nos deixar

Whatsapp

Na segunda metade dos anos 1990, o padre Marcelo Rossi se tornou um fenômeno da televisão brasileira, aparecendo em diversos programas de televisão, especialmente o Domingo Legal, comandado por Gugu Liberato no SBT. No entanto, o religioso teve uma polêmica envolvendo um famoso humorista da emissora.

Gugu e Padre Marcelo Rossi

Estrela do programa A Praça é Nossa, do SBT, onde vivia a personagem Vera Verão, Jorge Lafond morreu em 11 de janeiro de 2003. Jorge Luiz Souza Lima nasceu em Nilópolis (RJ) em 29 de março de 1952. Aos 10 anos de idade, trabalhava numa oficina mecânica e num parque de diversões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois, estudou balé clássico e dança africana, além de se formar em teatro pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Jorge Lafond

O talento artístico lhe rendeu espaço na Globo a partir dos anos 1970, quando entrou no corpo de bailarinos do Fantástico e passou a integrar o elenco de humorísticos como Viva o Gordo e Os Trapalhões. Em 1987, viveu Bob Bacall na novela Sassaricando.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Praça é Nossa

A Praça é Nossa

A consagração veio nos anos 1990, quando passou a fazer a personagem Vera Verão na Praça do SBT, contracenando com “Charles Albert”, como chamava Carlos Alberto de Nóbrega.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, o ator convivia com diversos problemas de saúde, já que era hipertenso e cardíaco. Em depressão, teria tido o quadro agravado quando participou do Domingo Legal no dia 10 de novembro de 2002, e se envolveu numa confusão com o padre Marcelo Rossi.

Caracterizado como Vera Verão, ele integrava o time feminino da atração, mas foi retirado do palco pouco antes da apresentação do religioso.

Na época, a mídia divulgou que foi um pedido de Rossi, que sempre negou o fato.

Internação e morte

Jorge Lafond

Após a apresentação do padre, a produção solicitou para que Lafond retornasse ao programa, mas ele, indignado, se negou e foi embora.

Uma semana depois do incidente, em 17 de novembro, o ator foi internado em estado grave com uma crise hipertensiva. Voltou ao hospital diversas vezes, inclusive em 28 de dezembro daquele ano, quando sua saúde se agravou ainda mais e ele sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Com complicações renais e tendo que fazer diálise, Lafond morreu aos 50 anos, vítima de infarto fulminante e falência múltipla dos órgãos.

Ele foi enterrado no cemitério do Irajá, no Rio de Janeiro (RJ), com a presença de cinco mil pessoas.



Leia também