Artistas, jornalistas e celebridades que morreram em 2020 - TV História

Artistas, jornalistas e celebridades que morreram em 2020

Whatsapp

Vamos registrar abaixo, ao longo do ano, os artistas, jornalistas e celebridades que infelizmente nos deixaram em 2020.

Confira:

Luiz Parreiras

Ator de destaque em novelas da TV Tupi nos anos 1960 e 1970, Luiz Parreiras morreu em 5 de janeiro de 2020, aos 78 anos, em São Caetano (SP). Afastado da televisão há muitos anos, Parreiras atuou em novelas de diversos canais, incluindo A Leoa (1982), do SBT, quando foi protagonista, e O Rei do Gado (1996), da Globo, onde viveu Orestes Maia. Sua última produção foi Canoa do Bagre, na Record, em 1997.

Sérgio Noronha

O veterano comentarista, que passou por canais como Globo e Band, além da Rádio Globo, morreu no dia 24 de janeiro de 2020, aos 87 anos. Ele sofria do Mal de Alzheimer e estava internado há 10 dias, quando teve uma parada cardíaca. Desde 2018, morava no Retiro dos Artistas, contando com a ajuda de Arnaldo César Coelho, grande amigo e ex-comentarista de arbitragem da Rede Globo.

Tunai

O cantor e compositor, irmão de João Bosco e autor do hit Frisson (1984), morreu em 26 de janeiro de 2020, aos 69 anos, vítima de parada cardíaca.

Luis Alberto Volpe

Paulista de Sertãozinho (SP), Luis Alberto Volpe morreu no dia 18 de fevereiro de 2020. O jornalista trabalhou por alguns anos na Rede Globo e se destacou no comando do programa Grandes Momentos do Esporte, da TV Cultura. Na emissora, também participou de programas como Vitória e Cartão Verde. Depois disso, foi para a ESPN Brasil, onde foi apresentador e editor-chefe do SportsCenter e produziu e apresentou programas como Memórias do Esporte. Em janeiro, foi internado e descobriu um tumor no esôfago, que desencadeou uma pneumonia. Foi vítima de uma parada respiratória.

Zé do Caixão

José Mojica Marins foi cineasta, ator, roteirista e apresentador de televisão. Ficou eternizado como Zé do Caixão, personagem que estrelou diversos filmes a partir dos anos 1960. Na televisão, fez inúmeras participações em programas de auditório; comandou, com grande sucesso, a sessão Cine Trash, na Band, nos anos 1990; e, mais recentemente, teve o programa de entrevistas O Estranho Mundo de Zé do Caixão, no Canal Brasil. Debilitado por problemas de saúde há alguns meses, morreu em 19 de fevereiro de 2020, aos 83 anos, vítima de uma broncopneumonia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Cláudia Telles

Cantora que fez muito sucesso nos anos 1970, tendo feito parte de trilhas sonoras de novelas da Rede Globo e chegando ao primeiro lugar nas paradas com a música Fim de Tarde, Cláudia Telles morreu no dia 21 de fevereiro de 2020, aos 62 anos, vítima de falência múltipla de órgãos após sofrer uma parada cardíaca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Henrique

O cantor sertanejo Henrique, da dupla Netto e Henrique, morreu no dia 2 de março de 2020. O artista, cujo nome verdadeiro era Wesley Pereira da Silva, tinha 22 anos e estava internado em São José do Rio Preto (SP). Ele se envolveu em um grave acidente de carro no dia 8 de fevereiro e sofreu traumatismo craniano.

Cadu Cortez

O jornalista e narrador esportivo Cadu Cortez morreu em 3 de fevereiro de 2020, aos 40 anos, vítima de um infarto fulminante. Ele passou por TV Cultura, SBT e Fox Sports e trabalhava atualmente na plataforma de streaming DAZN, onde narrava, principalmente, jogos do Campeonato Italiano. “Estamos profundamente entristecidos com a morte prematura de Cadu Cortez, um narrador talentoso, respeitado e querido por todos nós”, destacou o DAZN em nota oficial.

Adelaide Chiozzo

Cantora e atriz, morreu no dia 4 de março, aos 88 anos. Na televisão, esteve em novelas como Feijão Maravilha, Cambalacho e Deus nos Acuda.

Daniel Azulay

Famoso cartunista, criou a Turma do Lambe-Lambe e apresentou programas infantis em vários canais, como TVE Brasil, Band, Futura e TV Rá-Tim-Bum. Morreu no dia 27 de março, aos 72 anos. Saiba mais aqui.

Filipe Duarte

Ator português, estava participando de Amor de Mãe, na Globo. Retornou para Portugal durante a pandemia do novo coronavírus. Morreu no dia 17 de abril, aos 46 anos.

Flávio Migliaccio

O ator foi encontrado morto em seu sítio, no dia 4 de maio, aos 85 anos. Dono de personagens em muitas novelas, se destacou em tramas como O Primeiro Amor e Rainha da Sucata. Também esteve nas séries Shazan, Xerife e Cia, As Aventuras do Tio Maneco e Tapas & Beijos. Saiba mais aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Daisy Lúcidi

A atriz e radialista morreu no dia 5 de maio, aos 90 anos, em virtude da Covid-19. Ela trabalhou em novelas como Paraíso Tropical e Passione. Saiba mais aqui.

Maria Alice Vergueiro

A atriz, notável no teatro, se destacou na televisão em Sassaricando, vivendo Lucrécia. Ela morreu em 3 de junho, aos 85 anos. Saiba mais aqui.

Clarice Amaral

Apresentadora de lendários programas da televisão brasileira, como Grande Gincana Kibon e Clarice Amaral em Desfile (que deu origem ao Mulheres), ela morreu em 27 de junho, aos 84 anos.

José Itamar de Freitas

O jornalista foi diretor do Fantástico por muitos anos. Ele morreu em 1º de junho, aos 85 anos.

Leonardo Villar

Um dos grandes atores da história da teledramaturgia brasileira, ele morreu em 3 de julho, aos 96 anos. Villar esteve em inúmeras novelas, se destacando em tramas como Os Ossos do Barão e Barriga de Aluguel. Seu último trabalho foi em Passione. Saiba mais aqui.

Del Rangel

Diretor e produtor, passou por inúmeros canais, incluindo Globo, Manchete, Record e SBT, onde foi diretor de teledramaturgia. Morreu em 16 de julho, aos 64 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


José Paulo de Andrade

Jornalista e radialista, um dos nomes do rádio brasileiro também esteve em muitos programas jornalísticos da Band na televisão. Ele morreu em 17 de julho, aos 78 anos.

Turíbio Ruiz

O ator, que participou de inúmeras novelas, morreu aos 90 anos, em 25 de julho.

Rodrigo Rodrigues

O jornalista, que atualmente estava no Sportv, foi mais uma vítima da Covid-19. Ele, que também era músico, morreu no dia 28 de julho, aos 45 anos. Saiba mais aqui.

Gésio Amadeu

O ator, que teve papeis de destaque em Sinhá Moça, Renascer, Chiquititas e no Sítio do Picapau Amarelo, entre outras produções, morreu. Em 5 de agosto, aos 73 anos. Saiba mais aqui.

Chica Xavier

A veterana atriz, que se destacou em produções como Tenda dos Milagres, Sinhá Moça e Renascer, morreu em 8 de agosto, aos 88 anos. Saiba mais aqui.

Xênia Bier

Lendária apresentadora de programas femininos nos anos 1970 e 1980, ela morreu em 24 de agosto, aos 85 anos.

Arnaldo Saccomani

O produtor musical, jurado de programas do SBT, como Astros, Ídolos e Programa do Ratinho, morreu em 27 de agosto, aos 71 anos. Saiba mais aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Pietro Mário

O ator e dublador fez o Capitão Furacão no programa homônimo apresentado pela Globo nos anos 1970 e 1980. Depois disso, participou de muitas novelas. Morreu em 31 de agosto, aos 81 anos. Saiba mais aqui.

Emílio Di Biasi

Ator e diretor, esteve em inúmeras novelas, principalmente de Benedito Ruy Barbosa, como Renascer e O Rei do Gado. Morreu em 27 de setembro, aos 81 anos.

Márcia Cardeal

Atriz e apresentadora, fez sucesso na televisão nos anos 1960. Morreu em 29 de setembro, aos 71 anos.

Zuza Homem de Mello

Jornalista e musicólogo, foi engenheiro de som da Record nos anos 1960 e apresentou o programa Jazz Brasil, na TV Cultura, entre outras participações. Morreu em 4 de outubro, aos 87 anos.

Dalmo Pessoa

Jornalista esportivo, fez carreira no rádio e na televisão, em emissoras como Rádio Bandeirantes e TV Gazeta. Morreu em 6 de outubro, aos 78 anos.

Cecil Thiré

Ator e diretor, dono de grandes personagens da história da televisão, como o Adalberto, assassino de A Próxima Vítima, entre outros. Era filho de Tônia Carrero. Morreu em 9 de outubro, aos 77 anos, em virtude de complicações causadas pelo Mal de Parkinson. Saiba mais aqui.

Jane di Castro

Atriz, cantora e artista performática, Jane di Castro morreu no dia 23 de outubro de 2020, aos 73 anos, no Hospital Ipanema, no Rio de Janeiro (RJ). Ela lutava contra um câncer e não resistiu. Recentemente, havia feito A Força do Querer. Saiba mais aqui.

Octávio Tostes

Morreu no dia 31 de outubro, aos 62 anos, o jornalista Octavio Tostes, que ocupava o posto de editor executivo do Jornal da Record. Ele sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. Antes, passou por veículos como Globo, CNN, TV Senac, TV Cultura e CBS Telenotícias. Saiba mais aqui.

Tom Veiga

O ator Tom Veiga, que interpretava o personagem Louro José, do Mais Você, há mais de 20 anos, foi encontrado morto em sua casa, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 1º de novembro. Ele tinha 46 anos e morreu em decorrência de um acidente vascular cerebral hemorrágico. Saiba mais aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Vanusa

Morreu na manhã de 8 de novembro, aos 73 anos, a cantora Vanusa, em virtude insuficiência respiratória. Ela havia ficado 32 dias internada em Santos (SP) para tratar uma pneumonia, mas recebido alta. Saiba mais aqui.

Marcos Manzano

Marcos Manzano, ator e criador do Clube das Mulheres, morreu no dia 13 de novembro, aos 61 anos. Ele nos deixou em virtude de uma bactéria que se espalhou por seu corpo no ano passado. Manzano ficou conhecido nacionalmente ao participar da novela De Corpo e Alma, exibida pela Globo entre 1992 e 1993. Na trama de Glória Perez, o ator aparecia como apresentador e dançarino da casa, fazendo o mesmo papel que exercia na vida real. Saiba mais aqui.

Roberto Lopes

Morreu no dia 18 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ), o ator Roberto Lopes. Participante de muitas novelas em várias emissoras, fazendo, muitas vezes, papel de delegado, o profissional sofreu um acidente vascular cerebral (AVC). Saiba mais aqui.

Jonas Mello

Também nos deixou no dia 18 de novembro, na capital paulista, o ator e dublador Jonas Mello, aos 83 anos. De acordo com sua família, ele morreu de causas naturais e seu corpo foi encontrado no apartamento onde residia, em Santana. Ele participou de diversas novelas da Tupi, Globo e SBT, entre outros canais, e estava afastado do vídeo desde Flor do Caribe. Saiba mais aqui.

Nelly Raymond

Jornalista, produtora e diretora argentina, criou e dirigiu diversos programas de Silvio Santos e do SBT, como Sinos de Belém (ainda na TV Tupi), Viva a Noite e Tempo de Alegria. Morreu no dia 18 de novembro, aos 88 anos. Ela nos deixou em Buenos Aires, em virtude de insuficiência respiratória.

Fernando Vannucci

Um dos grandes nomes do jornalismo esportivo da Rede Globo entre os anos 1970 e 1990, Fernando Vannucci morreu no dia 24 de novembro, em São Paulo (SP). Dono do bordão “Alô, você”, Vannucci, que tinha 69 anos e deixou quatro filhos. Convivendo há alguns anos com problemas de saúde, Vannucci colocou um marcapasso em 2019. Ele estava em casa quando passou mal e foi levado ao hospital, onde não resistiu. Além da Globo, esteve na Band, Record, RedeTV! e Rede Brasil, onde trabalhou nos últimos anos. Saiba mais aqui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rodela

Morreu no dia 2 de dezembro, aos 66 anos, o humorista Luiz Carlos Ribeiro, conhecido como Rodela. Conhecido por participar de inúmeros programas de televisão, como o Show de Calouros, do SBT, o Leão Livre, da Record, e, Ratinho Livre, da Record, e Programa do Ratinho, do SBT, entre outros. Rodela foi diagnostico com Covid-19 e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Guarulhos (SP), com pneumonia e parte do pulmão comprometido. Ele também sofria de pressão alta.

Eduardo Galvão

O ator, que fez novelas de sucesso como Despedida de Solteiro e A Viagem e esteve em Caça Talentos, morreu em 7 de dezembro de 2020, aos 58 anos, vítima de complicações da Covid-19. Sua última participação foi em Bom Sucesso (2019).

Leila Richers

Morreu no dia 10 de dezembro, no Rio de Janeiro (RJ), a jornalista e apresentadora Leila Richers, aos 65 anos. Ela travava uma longa batalha contra o câncer. Entre 1987 e 1993, foi apresentadora do Jornal da Manchete – Segunda Edição e eventual titular da edição principal do Jornal da Manchete, entre outros trabalhos em várias emissoras.

Zora Yonara

Lendária astróloga do rádio e da televisão brasileira, Zora Yonara morreu na tarde de 11 de dezembro, aos 91 anos, em virtude de uma pneumonia. Ela, que também sofria do mal de Alzheimer, estava internada há 10 dias. Além do rádio, Zora também trabalhou na televisão, integrando programas da TVS, primeiro canal de Silvio Santos, também no Rio, e, posteriormente, no SBT, a partir de 1981. Ela também esteve no TV Mulher, programa feminino que a Globo apresentou na primeira metade da década de 1980.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Orlando Duarte

Morreu no dia 15 de dezembro, em São Paulo (SP), o jornalista Orlando Duarte. Grande narrador e comentarista da história da televisão e do rádio brasileiro, o profissional tinha 88 anos e estava internado em decorrência da Covid-19. Nascido em Rancharia (SP) em 18 de fevereiro de 1932, cobriu todas as Copas do Mundo realizadas entre 1950 e 2006, além de Jogos Olímpicos e campeonatos de diversas modalidades. Na televisão, foi narrador na TV Cultura por muitos anos e também passou pela TV Jovem Pan, SBT, Globo, Band e Gazeta.

Ricky Medeiros

Morreu no dia 15 de dezembro, em São Paulo (SP), o escritor e diretor Ricky Medeiros, aos 69 anos. A causa não foi revelada. Bacharel e mestre em rádio e televisão pela Syracuse University, trabalhou por 28 anos no SBT, como diretor de programação e assessor de Silvio. Foi, inclusive, intérprete do animador em diversas viagens de negócio ao redor do mundo.

Rosaly Papadopol

Morreu no dia 16 de dezembro, aos 64 anos, a atriz Rosaly Papadopol. Ela lutava contra um câncer há algum tempo e estava em tratamento. Na televisão desde 1978, em 2011, fez uma ponta em A Vida da Gente, sua última novela. Em 2018, participou de dois episódios da série Samantha!, da Netflix.

Nicette Bruno

A atriz, de 87 anos, morreu no dia 20 de dezembro. Ela estava internada na Casa de Saúde São José, no bairro Humaitá, no Rio de Janeiro (RJ), desde o dia 29 de novembro, quando testou positivo para Covid-19. Dona de importantes papeis em novelas da Tupi e da Globo, seu último trabalho havia sido em Órfãos da Terra. Foi casada com o ator Paulo Goulart.



Leia também