Artistas de Pai Herói que já morreram



Confira a lista de artistas de Pai Herói, novela produzida em 1979 pela Rede Globo, que infelizmente já nos deixaram.

Paulo Autran – Bruno Baldaracci

Considerado um dos maiores nomes da dramaturgia nacional, Paulo Autran viveu Bruno Baldaracci em Pai Herói. O personagem, apesar de ser um vilão, caiu no gosto do público. O ator também esteve em tramas como Guerra dos Sexos e Sassaricando, entre outras. Morreu em 12 de outubro de 2007, aos 85 anos.



Carlos Zara – César Reis

Em Pai Herói, Carlos Zara viveu o vilão César Reis. Depois de anos na Excelsior e na Tupi, era o seu primeiro papel na Rede Globo. Ainda fez muitas tramas, com destaque para Baile Comigo, Elas por Elas, Sassaricando e Mulheres de Areia, entre outras. Seu último trabalho foi na série Mulher, ao lado da esposa, Eva Wilma. Morreu em 11 de dezembro de 2002, aos 72 anos.



Cláudio Cavalcanti – Gustavo Gurgel

O ator viveu Gustavo Gurgel em Pai Herói. Posteriormente, ainda se destacou em tramas como Água Viva, Roque Santeiro e A Viagem. Morreu em 29 de setembro de 2013, aos 73 anos. Sua última novela foi Amor e Revolução, no SBT.



Lélia Abramo – Januária Brandão

A atriz, que iniciou a carreira aos 47 anos, teve em Pai Herói, vivendo Januária Brandão, um dos papeis de maior destaque em sua carreira. Morreu em 9 de abril de 2004, aos 93 anos. Seu último trabalho na televisão em A História de Ana Raio e Zé Trovão, na Rede Manchete.



Dionísio Azevedo – Nestor Garcia

O veterano ator vinha do grande sucesso de Salomão Hayala em O Astro e viveu Nestor Garcia em Pai Herói. Morreu em 11 de dezembro de 1994, aos 72 anos.



Ivan Cândido – Reginaldo

Ivan Cândido teve uma longa carreira na televisão, participando de inúmeras produções, com destaque para Água Viva, Rainha da Sucata e Anos Rebeldes. Em Pai Herói, viveu Reginaldo. Morreu em 31 de maio de 2016, aos 84 anos.



Yara Lins – Irene

Uma das pioneiras da televisão brasileira, fez poucas novelas pela Globo. Em Pai Herói, viveu Irene. A personagem Nilda, de Laços de Família, foi seu último papel. Morreu em 29 de junho de 2004, aos 75 anos.



Nildo Parente – Haroldo

O ator viveu Haroldo em Pai Herói. Seu último trabalho foi em Luz do Sol, na Record. Morreu em 31 de janeiro de 2011, aos 75 anos.



Thais de Andrade – Odete

Atriz revelada no programa Moacyr TV, da própria Rede Globo, viveu Odete em Pai Herói, sua terceira novela. Morreu em 27 de abril de 1996, aos 39 anos, vítima de um câncer linfático.



Carlos Kroeber – Tiago

O ator, que viveu Tiago em Pai Herói, também participou de diversas produções na televisão, tendo vivido até Dom Pedro II na minissérie República, também da Globo. Morreu em 12 de junho de 1999, aos 64 anos, e seu último trabalho foi na minissérie Labirinto, um ano antes.



Hélio Ary – Dr. Soares

O intérprete do Dr. Soares em Pai Herói também participou de programas humorísticos, como o Viva o Gordo, e morreu em 4 de janeiro de 2011, aos 80 anos, em Santana do Livramento (RS).



Manfredo Colassanti – Pietro Baldaracci

Ator italiano radicado no Brasil, já era veterano em Pai Herói, quando viveu Pietro Baldaracci. Morreu em 19 de novembro de 1983, aos 81 anos, em Niterói (RJ).



Lícia Magna – Adélia

Pioneira da televisão brasileira e própria Globo, Lícia Magna viveu Adélia em Pai Herói. Também é lembrada por seus papeis em Carinhoso e Roque Santeiro, entre outros. Morreu em 3 de julho de 2007, aos 98 anos, vítima de falência cardíaca.



Regina Maria Dourado – Nancy

A Nancy de Pai Herói também era creditada como Regina Maria Dourado. A atriz, que também se destacou em Explode Coração (1995) e Anjo Mau (1997), morreu em 27 de outubro de 2012, aos 59 anos, vítima de câncer de mama. Seu último trabalho foi em Caminhos do Coração, na Record.



Lajar Muzuris – Coxo

O ator grego viveu o personagem Coxo. Morreu em 2 de novembro de 2003, aos 75 anos.



Jorge Fernando – Cirilo

O ator e diretor morreu no dia 27 de outubro de 2019, aos 64 anos. Ele já lutava contra alguns problemas de saúde há alguns anos e foi vítima de uma parada cardíaca.



Beatriz Segall – Norah

Eterna intérprete de Odete Roitman em Vale Tudo (1988), a atriz morreu no dia 5 de setembro de 2018, aos 92 anos. A causa da morte não foi divulgada.



Flávio Migliaccio – Genésio Pereira

O veterano ator foi encontrado morto em seu sítio, no interior do Rio de Janeiro, no dia 4 de maio de 2020, aos 85 anos. Ao lado do corpo, foi deixada uma carta de despedida. Sua última novela foi Órfãos da Terra (2019).



Ana Ariel – Dona Lurdes

A atriz, que foi casada com o ator José Miziara, morreu em 20 de fevereiro de 2004, aos 73 anos. Sua última novela foi Hipertensão (1987).



Carlos Alberto – Lívio de Andrade Moura

O ator, que foi galã das primeiras novelas da Globo, morreu em 6 de maio de 2007, aos 81 anos, no Rio de Janeiro (RJ), vítima de câncer.



Carlos Eduardo Dolabella – Promotor

Ator de grandes sucessos da Globo, morreu em 26 de maio de 2003, aos 65 anos.



Luiz Orioni – Osório Raimundo

O ator morreu em 12 de setembro de 1980, aos 51 anos, vítima de enfisema.



Paulo Gonçalves – Leôncio Souza

O ator faleceu durante a exibição da novela Selva de Pedra, no dia 1 de julho de 1986, aos 61 anos, vítima de câncer no pâncreas.



Riva Blanche – Nenê

A atriz morreu em 1998, no Rio de Janeiro. Infelizmente não existem muitas informações sobre o fato.



Telmo de Avelar – Sandoval

O ator e dublador morreu em 9 de janeiro de 2017, aos 93 anos, vítima de falência múltipla de órgãos. Ele era o dublador



Waldir Amâncio – Ronaldo

O ator morreu em 28 de agosto de 2009, aos 75 anos.



Elza Gomes – Mãe Tiana

Viveu a mãe-de-santo Mãe Tiana, tia de Gustavo. Morreu em 17 de maio de 1984, aos 73 anos.



Irma Alvarez – Carina

Era Maria Vitória, empregada de Carina em Bariloche. Morreu em 8 de janeiro de 2007, aos 73 anos.



Paulo Gracindo – Dr. Caio Tício Romero

O veterano ator, considerado um dos grandes nomes da televisão brasileira, fez uma participação especial como Dr. Caio Tício Romero, advogado de André Cajarana (Tony Ramos). Gracindo morreu em 4 de setembro de 1995, aos 84 anos.






Leia também