Ariclenes, Nilcedes, Laurinda e mais: você não vai acreditar no nome real desses artistas



Você saberia nos dizer quem é Ariclenes Venâncio Martins? E Bruna Reis Maia? Não vale pesquisar no Google! Esses são os verdadeiros nomes de dois famosos artistas da televisão brasileira. Comum nos primeiros anos do veículo, a adoção de nomes artísticos diminuiu nos últimos anos, mas ainda continua em prática.

Alguns dos mais consagrados profissionais da história da teledramaturgia nacional não usam (ou usaram) seus nomes reais para assinar seus trabalhos.



Confira alguns exemplos:

Silvio Santos – Senor Abravanel

Lima Duarte – Ariclenes Venâncio Martins

Fernanda Montenegro – Arlette Pinheiro da Silva Torres

Antônio de Carvalho Barbosa – Tony Ramos

Gloria Menezes – Nilcedes Soares de Magalhães



Susana Vieira – Sônia Maria Vieira Gonçalves

Nicette Bruno – Nicette Xavier Miessa

Laura Cardoso – Laurinda de Jesus Cardoso Balleroni

Betty Faria – Elisabeth Maria Silva de Faria

Osmar Prado – Osmar do Amaral Barbosa

Paulo Goulart – Paulo Afonso Miessa (1933-2014)

Yara Lins – Orasília Severina da Silveira (1930-2004)

Adriano Reys – Adriano António de Almeida (1933-2011)

Dina Sfat – Dina Kutner de Souza



Paulo Gracindo – Pelópidas Guimarães Brandão Gracindo (1911-1995)

Eloísa Mafalda – Mafalda Theotto (1924-2018)

Tônia Carrero – Maria Antonieta Portocarrero Thedim (1922-2018)

Dionísio Azevedo – Taufik Jacob (1922-1994)

Lúcio Mauro – Lúcio de Barros Barbalho (1927-2019)

Carlos Zara – Antônio Carlos Zarattini (1930-2002)



Milton Moraes – Manoelito Soares Moraes (1930-1993)

Também existem casos mais recentes, como os citados abaixo:

Bruna Marquezine – Bruna Reis Maia

Chay Suede – Robertchay Domingues da Rocha Filho

Tuca Andrada – José Ivaldo Gomes de Andrade Filho

Cláudia Ohana – Maria Cláudia Silva Carneiro

Beth Goulart – Elisabeth Maria Xavier Miessa

Eduardo Moscovis – Carlos Eduardo de Andrade



Nem o jornalismo escapa dos nomes artísticos, como nesses exemplos:

William Bonner – William Bonemer Junior

Galvão Bueno – Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno

Cid Moreira – Alcides Alves Moreira

Em outros casos, artistas adotaram apelidos. São os casos abaixo:

Tatá Werneck – Talita Werneck Arguelhes

Malu Mader – Maria de Lourdes da Silveira Mäder

Tato Gabus Mendes – Luís Otávio Gabus Mendes



Cissa Guimarães – Beatriz Gentil Pinheiro Guimarães

Existem as mais variadas explicações para a adoção de nomes artísticos. Geralmente, principalmente nos casos mais antigos, quem descobria algum talento achava que o nome verdadeiro não chamaria atenção do público. Foram os casos de Silvio Santos, Lima Duarte e Paulo Gracindo, por exemplo.

Em outros casos, os artistas nascidos em outros países adotaram nomes “nacionais” para facilitar seu acesso ao público. É o caso, por exemplo, da atriz e humorista Berta Loran (foto abaixo), chamada Basza Ajs, já que nasceu em Varsóvia (Polônia).

Superstições, astrologia e numerologia também estão entre os motivos para mudanças, muitas vezes com a carreira já em andamento.

Para completar, existem as homenagens. Débora Duarte, por exemplo, nascida Débora Susan Sanches Duke, adotou esse nome artístico para homenagear seu padrasto, Lima Duarte. Tanto que sua filha, Paloma Duarte, se chama, na verdade, Paloma Marcos Sanches Silva.






Leia também