Após homenagens, Ana Maria Braga terá que reinventar Mais Você sem Louro José - TV História

Após homenagens, Ana Maria Braga terá que reinventar Mais Você sem Louro José

Whatsapp

No último domingo, todos nós fomos pegos de surpresa com a triste e surpreendente notícia da morte de Tom Veiga. Por mais de 20 anos, ele foi a alma de Louro José, inseparável companheiro de Ana Maria Braga.

Ao longo desta semana, foram feitos inúmeros – e merecidíssimos, diga-se de passagem – elogios à sintonia conquistada pela dupla. E não houve qualquer exagero.

Ainda que, racionalmente, nós soubéssemos que havia um profissional manipulando um boneco, o talento e a genialidade de Tom Veiga não só fizeram Louro José ganhar vida como deram ao papagaio uma personalidade inconfundível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Cumplicidade sem roteiro

Idealizado essencialmente para capturar a audiência infantil, o papagaio falante acabou caindo nas graças de todas as idades. Era impossível não dar uma gargalhada ao assistir as interações entre a dupla.

Seja em um torneio de pegadinhas ou nos comentários sagazes que Louro fazia sobre as pautas do programa. Era imaginável não prever que ele faria piada após descobrir que uma senhora criava uma galinha chamada carinhosamente de “Ana”.

Outros momentos cruciais do papagaio aconteciam quando ele jogava luz sobre um comentário inusitado da anfitriã. Quem não se divertiu com o episódio do pepino do seu Francisco?

Há de se ressaltar que Louro José também tinha o seu lado “salva-vidas”, ajudando Ana Maria sempre que ela se confundia ou se atrapalhava. Fazendo uso de um ponto eletrônico, era Tom quem se comunicava com a direção do programa.

Logo se vê que o grande segredo era a espontaneidade. Não havia roteiro. Em todas as entrevistas que concedeu, a apresentadora ressaltava que nunca houve discussão entre eles. Mais do que parceiros de cena, eram cúmplices.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A grandeza de Ana Maria Braga

Neste cenário, é natural que Ana Maria Braga se sinta desolada com a perda de seu companheiro de cena. Contrariando todas as expectativas, porém, ela fez questão de apresentar o Mais Você ao vivo ao longo de toda essa semana.

Na segunda-feira, mesmo estando “moída por dentro”, ela encontrou forças para não só dar um bom dia, como também para consolar a todos nós, que já nos sentíamos órfãos do carisma de Louro José.

O depoimento emocionado da anfitriã despertou, em todos nós, a vontade de dar-lhe um afetuoso abraço e emanar uma onda gigantesca de boas energias. Para quem acompanha a trajetória de Ana Maria Braga, no entanto, tamanha grandeza não chega a ser nenhuma novidade.

Toda vez que a loira enfrentou algum problema – especialmente no âmbito da saúde – fez questão de ser transparente com quem a acompanha há tantos anos. Isso reforça a sensação de proximidade e o carinho que todos nós sentimos por ela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O que será do Mais Você?

Pouco a pouco, a dor pela partida de Tom Veiga dará lugar à saudade. Na semana em que o intérprete recebeu homenagens, foi tocante o momento em que Ana Maria surgiu com lágrimas nos olhos, ao mesmo tempo em que um sorriso brotava em seu rosto enquanto revia seus melhores momentos com o papagaio.

Pelo histórico de Ana Maria, que ninguém duvide que Ana é capaz de seguir sozinha. Na singela opinião deste colunista, Louro José deve ser aposentado. Tom era a alma do personagem.

Nesta sexta-feira (6), aliás, ela anunciou quem em todo programa, resgatará um momento marcante de Louro José. É uma bela maneira de manter a sua lembrança bem-viva!

Contudo, este será, inevitavelmente, um período de adaptação para toda a equipe, que terá que reaprender a fazer o programa sem o Louro. Mesmo diante de algumas dúvidas, ficam algumas certezas.

Tom Veiga era genial. Ana Maria Braga está em outro patamar, com um carisma e espontaneidade que fazem toda a diferença. E, mesmo desfalcado, é bastante provável que o Mais Você continue sendo, enquanto existir, o melhor programa das manhãs na TV brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Post Script

Esta é minha coluna de estreia para o TV História. Para você, que já me acompanhava pelo Twitter ou no site com o qual eu colaborava, sejam todos bem-vindos. O conteúdo continua o mesmo: notícias, análises, entrevistas e curiosidades que ajudarão você a ter uma referência confiável quando o assunto é memória da televisão.

Sobre o autor

Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já escreveu sobre diversos temas, mas há algum tempo, tem se dedicado ao que realmente gosta: trazer notícias sobre o universo da televisão. No Twitter, interage com outros fãs do veículo no perfil @jornalistavetv. Agora, sua história se cruza com a do TV História.



Leia também