Antes muito requisitados, artistas veteranos perderam cada vez mais espaço nas novelas da Globo nos últimos anos. Terra e Paixão é uma das poucas tramas com destaque para medalhões, algo que vem do autor Walcyr Carrasco.

Inez Viana e Tony Ramos
Inez Viana e Tony Ramos (Reprodução / Globo)

Desde que passou a adotar um novo modelo de contratos, com vínculos por obra certa, a emissora carioca dispensou dezenas de nomes que estavam há décadas no canal e que, anteriormente, eram vistos como indispensáveis.

Para o lugar, foram contratados atores mais novos, que têm salários menores por serem iniciantes, além de apresentarem perfis em redes sociais com muitos seguidores, algo que passou a ser relevante.

[anuncio_1]

Novos rostos dominam novelas

Rayssa Brattilieri e Filipe Bragança em Elas por Elas
Rayssa Brattilieri e Filipe Bragança em Elas por Elas

Nos últimos anos, novos rostos têm dominado principalmente as novelas da Globo, que até então eram sempre recheadas de nomes já bastante conhecidos entre o grande público.

Tramas como Elas por Elas e Fuzuê, por exemplo, apostam em atores mais novos em seu elenco – como Rayssa Bratillieri e Filipe Bragança na novela das seis. Enquanto isso, diminuíram a presença de veteranos, que foram relegados a papéis secundários ou de menor protagonismo.

 

[anuncio_2]

Terra e Paixão vai no caminho contrário

Gloria Pires, Tony Ramos e Eliane Giardini
Gloria Pires, Tony Ramos e Eliane Giardini (Divulgação / Globo)

Já Terra e Paixão, que ocupa o horário das nove, seguiu o caminho inverso. Conhecido por dar espaço a artistas mais velhos, o autor Walcyr Carrasco apostou novamente na força dos veteranos para protagonizarem sua trama.

O novelista deu personagens de peso para atores como Tony Ramos (75 anos), Gloria Pires (60 anos), Eliane Giardini (71 anos), Inez Viana (58 anos) e Flávio Bauraqui (57 anos), além de participações, como Claudia Raia (57 anos).

O principal triângulo amoroso da trama, inclusive, foi da terceira idade: Antônio La Selva (Tony Ramos), Irene (Gloria Pires) e Agatha (Eliane Giardini). O trio ofuscou o insosso romance de Aline (Barbara Reis), disputada por Caio (Cauã Reymond), Daniel (Johnny Massaro) e Jonatas (Paulo Lessa).

[anuncio_3]

Veteranos provam seu valor à Globo

Tony Ramos e Bárbara Reis em Terra e Paixão
Tony Ramos e Bárbara Reis em Terra e Paixão

Com Terra e Paixão, os medalhões provaram seu valor à Globo. Rejeitados atualmente, os atores veteranos não só chamaram a audiência, como também repercutiram bastante nas redes sociais – provando que números de seguidores não são tudo e que o talento ainda é essencial.

Na hora em que precisou fazer a trama pegar fogo, Walcyr Carrasco recorreu aos veteranos, que deram conta do recado. Tony Ramos levou a novela nas costas com o cruel Antônio La Selva.

Gloria Pires também movimentou a história com cenas impactantes de sua vilã Irene. No meio do folhetim, surgiu mais uma veterana para mexer com tudo: Eliane Giardini entrou com a megera Agatha, que revirou o enredo com suas maldades.

O trio de veteranos, que salvou Terra e Paixão, provou que o talento ainda vale muito na profissão e mostrando para a Globo que a emissora devia repensar algumas decisões.

Compartilhar.

Publicitário e roteirista, escreve sobre televisão desde 2013. Com passagem por diversos sites, atuou como redator, editor e repórter, função que proporcionou entrevistar grandes nomes. Um apaixonado por televisão, que ama novelas desde que se entende por gente.