Após crise nos bastidores, Globo confirma fim de Terra e Paixão

Emissora bateu o martelo e definiu o final da trama de Walcyr Carrasco

Whatsapp

A Globo confirmou que Terra e Paixão ficará ainda pouco mais de duas semanas no ar. A emissora bateu o martelo e oficializou a data de estreia de Renascer, que acontecerá em 22 de janeiro. Com isso, a novela de Walcyr Carrasco chega ao fim em 19 de janeiro, com 221 capítulos.

Cauã Reymond como Caio em Terra e Paixão
Cauã Reymond como Caio em Terra e Paixão (divulgação/Globo)

A duração de Terra e Paixão, aliás, chegou a gerar uma crise nos bastidores da trama. A emissora considerou a possibilidade de esticar ainda mais a atual novela das nove, mas Walcyr Carrasco teria batido o pé e se recusado a ir além do que já estava combinado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sem chance

Em outubro de 2023, o portal Notícias da TV informou que Walcyr Carrasco teria se recusado a esticar Terra e Paixão. De acordo com a publicação, atrasos na produção de Renascer teriam levado a direção da emissora a consultar Carrasco sobre a hipótese, mas o autor teria negado a possibilidade veementemente.

Leia mais

O autor não teria topado pois já considerava Terra e Paixão uma novela longa demais. A trama foi concebida para ficar no ar durante um bom tempo, com previsão de 221 capítulos. Ou seja, é bem maior do que qualquer novela mais recente da Globo, que tem entre 150 e 190 capítulos.

O portal também informou que a recusa de Walcyr Carrasco também teria a ver com uma espécie de “rancor” do autor com Bruno Luperi, que não gostou de ver que a trama inicial de Terra e Paixão repetia a história principal de Renascer. Luperi, inclusive, ameaçou não escrever a novela caso a trama de Carrasco não mudasse de rumo – o que acabou acontecendo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Planejamento

Tony Ramos e Gloria Pires em Terra e Paixão
Tony Ramos e Gloria Pires em Terra e Paixão (divulgação/Globo)

O que acontece é que, desde o início, Terra e Paixão foi planejada para ser uma novela longa. A direção da Globo confiava em Walcyr Carrasco para manter uma história de pé durante tanto tempo, já que o autor escreveu vários sucessos que ultrapassaram os 200 capítulos.

A Globo vinha evitando novelas tão compridas. Tanto que a última novela das nove a ultrapassar a marca dos 200 episódios foi Amor à Vida (2013), também de Walcyr Carrasco, que teve os mesmos 221 capítulos de Terra e Paixão. Depois disso, a duração de uma novela das nove variou entre 150 e 190 capítulos.

Mas, desta vez, a emissora precisava de uma novela longa para colocar ordem na casa. A Globo planejou um folhetim mais longo para ganhar tempo e organizar a fila das próximas produções. Tanto que, na época da estreia de Terra e Paixão, sua substituta não estava oficialmente confirmada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ordem na casa

Walcyr Carrasco, autor da Globo, no Altas Horas
Autor Walcyr Carrasco no Altas Horas (Reprodução / Globo)

Ou seja, a longa duração de Terra e Paixão serviu para que a direção de teledramaturgia da Globo organizasse melhor as próximas produções da faixa das nove. Enquanto a novela de Walcyr Carrasco estava no ar, a emissora bateu o martelo e definiu os três títulos seguintes.

O remake de Renascer, que já era especulado, foi confirmado pela Globo logo em seguida. Depois, a emissora definiu que Mania de Você, de João Emanuel Carneiro, seria sua substituta. A produção, inclusive, já busca atores para compor o elenco, e nomes como Taís Araújo, Leticia Colin e Gabriel Leone estão no páreo.

Além disso, tudo indica que o remake de Vale Tudo já está engatilhado para entrar no ar na sequência. A novela escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères em 1988 deve ganhar uma nova versão, a cargo de Manuela Dias.

Whatsapp


Leia também