Após crise nos bastidores, Globo define fila das próximas novelas

Emissora define quais produções serão lançadas no ano que vem

Whatsapp

Havia um tempo em que a Globo tinha organizada a sua fila de novelas para um período de três anos. Esta frente ampla permitia ao canal tempo hábil para organizar as produções, resolver qualquer empecilho ou até mesmo substituir projetos, se achasse necessário.

Pantanal - Marcos Palmeira
Marcos Palmeira como José Leôncio em Pantanal (João Miguel Júnior / Globo)

Porém, atualmente, a realidade é outra. A direção de teledramaturgia da Globo, capitaneada por José Luiz Villamarim, tem demonstrado clara dificuldade em organizar as próximas produções. Tanto que mal se sabia quais novelas substituiriam as que estão no ar.

Mas, ao que tudo indica, o canal pretende mudar este cenário. Tanto que a emissora já anunciou as novelas que serão produzidas para a programação do ano que vem, entre elas o remake de Renascer, que bebe da fonte do sucesso de Pantanal – inclusive, também será protagonizada por Marcos Palmeira.

O anúncio das novas produções acontece em meio a crise nos bastidores e de audiência das atuais produções.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Próximas produções

Arlete Salles
Arlete Salles (Reprodução / Web)

Em evento voltado ao mercado publicitário promovido recentemente, a Globo apresentou suas próximas novelas. A ideia é apagar a impressão de que sua teledramaturgia está desorganizada e mostrar que há vários projetos engatilhados.

Já está definido, por exemplo, que a novela das seis que substituirá Elas por Elas será No Rancho Fundo, escrita por Mário Teixeira, com estreia prevista para abril de 2024. Trata-se do folhetim que foi encomendado às pressas por Amauri Soares, diretor dos Estúdios Globo, ao autor de Mar do Sertão.

Inicialmente, a substituta da atual trama seria O País de Alice, de Lícia Manzo, que foi cancelada pelo diretor. A emissora promete “mais um sucesso” para o final de 2024 no horário, mas sem especificar exatamente o que vem por aí.

Os esforços para buscar uma trama mais popular para a faixa das seis se intensificaram após o fiasco do remake de Elas por Elas. A Globo não quer mais errar no horário e, por isso, vai apostar em fórmulas já conhecidas do horário. Tanto que No Rancho Fundo vai seguir os mesmos moldes da bem-sucedida Mar do Sertão. Já Alessandra Poggi ou Duca Rachid podem vir na sequência, com “novas” Além da Ilusão (2022) ou Amor Perfeito (2023).

Enquanto isso, a faixa das sete possui duas produções na fila. Fuzuê deve terminar no início de março e vai dar espaço para Família é Tudo, de Daniel Ortiz, estrelada por Arlete Salles.

Na sequência, virá uma trama escrita por Mauro Wilson, autor de Quanto Mais Vida, Melhor! (2021). A produção deve se chamar Conta Comigo e deve estrear no segundo semestre do ano que vem. Com as novidades, a emissora pretende dar um up na faixa das sete, em baixa com o fraco desempenho de Fuzuê.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fila das nove

Carlos Araújo e João Emanuel Carneiro
João Emanuel Carneiro e Carlos Araújo (Reginaldo Teixeira / Globo)

No entanto, é a fila da novela das nove que mais gera curiosidade do público. Mas, a princípio, não haverá nenhuma novidade na faixa, já que os projetos anunciados já eram conhecidos.

Terra e Paixão sai do ar em janeiro de 2024 e será substituída pelo remake de Renascer (1993). A ideia é fazer algo nos mesmos moldes de Pantanal, que foi o último sucesso do horário. Para isso, a emissora repete a dobradinha Bruno Luperi – que atualiza o texto do avô Benedito Ruy Barbosa – e o diretor Gustavo Fernandez.

A emissora, inclusive, teria solicitado ao autor Walcyr Carrasco que esticasse Terra e Paixão para dar mais tempo à produção de sua sucessora. Mas, diante da recusa do novelista – que vem enfrentando problemas de saúde -, o canal resolveu manter a duração da atual produção, que já seria longa de qualquer forma. Terra e Paixão terminará com 221 capítulos.

Na sequência de Renascer, no segundo semestre de 2024, virá uma nova novela de João Emanuel Carneiro dirigida por Carlos Araújo, a mesma dupla de Todas as Flores. O folhetim deve se chamar Mania de Você e será centrado na relação entre duas chefs de cozinha que ora serão rivais, ora cúmplices.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Organizado… só que não

Regina Duarte e Gloria Pires em Vale Tudo
Regina Duarte e Gloria Pires em Vale Tudo (divulgação/Globo)

Com os anúncios, a Globo se mostra minimamente mais organizada. Mas, ainda assim, o canal só apresentou projetos que cobrirão um ano da programação.

O que vai acontecer em 2025 ainda é uma incógnita – uma das maiores possibilidades é o propalado remake de Vale Tudo, que está em desenvolvimento. No Globoplay, virá Guerreiros do Sol, que, inicialmente, seria lançada no ano que vem.

Claro, com essas produções engatilhadas, a Globo ganha um “respiro” para pensar nos próximos projetos. No entanto, ainda assim, fica a impressão de que o canal já não ostenta a mesma organização de antes.

Whatsapp


Leia também