André Gonçalves tem prisão decretada; 10 artistas que já passaram por isso - TV História

André Gonçalves tem prisão decretada; 10 artistas que já passaram por isso

Whatsapp

O ator André Gonçalves teve sua prisão decretada nesta segunda (22), por conta de uma dívida superior a R$ 350 mil em pensão alimentícia para Valentina Benini, de oito anos, sua filha com a jornalista Cynthia Benini.

André Gonçalves em Gênesis

A informação foi divulgada pelo colunista Leo Dias, do Metrópoles; o ator tem 60 dias para se apresentar à Justiça e deverá utilizar tornozeleira eletrônica.

Pelos mais variados motivos, desde assassinatos até a falta de pagamento de pensão alimentícia, muitos outros artistas já foram presos. Alguns passaram anos na cadeia, enquanto outros ficaram poucas horas sob custódia das autoridades.

Confira 10 exemplos na lista:

Dorinha Duval

Julgamento de Dorinha Duval

Estrela da Globo nos anos 1970, Dorinha Duval chocou o Brasil em 1980, quando matou a tiros seu então marido, Paulo Sérgio Garcia de Alcântara, após uma série de brigas, humilhações e agressões. Ela respondeu o processo em liberdade e foi condenada a um ano e seis meses de prisão por excesso culposo, mesmo agindo em legítima defesa.

Em novo julgamento, sua pena foi aumentada para seis anos. Ela cumpriu-a em Niterói (RJ), inicialmente em regime semiaberto; depois, passou para o aberto. Depois de acertar as contas com a Justiça, Dorinha iniciou uma carreira de artista plástica, dedicando-se a temas místicos e esotéricos. Ela, inclusive, chegou a ser reconhecida por seu trabalho.

Em 2021, ela completou 92 anos e continua vivendo no Rio de Janeiro, tendo feito raras aparições públicas até a chegada da pandemia causada pelo novo coronavírus.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lindomar Castilho

Conhecido como o “rei do bolero”, Lindomar Castilho foi um cantor de sucesso nos anos 1960 e 1970. Em 30 de março de 1981, ele matou sua ex-mulher Eliane de Grammont com cinco tiros e feriu Carlos Randal no abdômen. O cantor não aceitava o fim do relacionamento e chocou o país ao cometer o crime.

Preso em flagrante, em agosto de 1984 foi condenado a 12 anos de prisão. Ficou preso em regime fechado até 1986, quando passou para o semiaberto; em 1988, ganhou liberdade condicional por bom comportamento; a liberdade definitiva veio em 1996. Atualmente, vive recluso em Goiás e não fala sobre o assunto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Roberto Bataglin

Galã da Globo nos anos 1980 e 1990, Roberto Bataglin, então com 28 anos, passou uma noite preso numa delegacia do Leblon, no Rio de Janeiro (RJ), por desacatar um policial. O fato aconteceu em junho de 1991.

Segundo reportagem do Jornal do Brasil, o ator manobrava seu veículo e acabou amassando outros carros que estavam estacionados. O policial alegou que levou um empurrão e foi ofendido. Bataglin passou por testes onde constatou-se que não estava alcoolizado, pagou fiança de 25 mil cruzeiros e foi liberado. Antes disso, ainda nervoso, tentou agredir um cinegrafista da TV Manchete.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Paulo César Pereio

O ator Paulo César Pereio foi preso em outubro de 1994 por dever R$ 30 mil em pensão judicial para seus filhos com a atriz e apresentadora Cissa Guimarães. Ela acabou cedendo e aceitou deixar a dívida por R$ 4 mil, parcelados em três vezes.

“Estou preso porque fui negligente em me defender, mas a culpa disso tudo é do estado. A Cissa não pode ser vista como vilã dessa história, tenho uma grande admiração por ela”, declarou o ator ao Jornal do Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rafael Ilha

Vocalista da banda Polegar, sucesso no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, Rafael Ilha passou por vários problemas por causa de seu vício em drogas. O grande vencedor de A Fazenda 10 caiu e se levantou várias vezes. Em 1998, por exemplo, ele voltou aos holofotes após ser preso por roubar um real e um vale-transporte de uma estudante. Em 1999, foi detido novamente após ser flagrado dirigindo sem documentos. Já em 2000, foi para a cadeia após ser pego com cocaína.

Outras confusões envolveram a Reviver, clínica que ele administrava em 2004 e foi alvo de denúncia de comércio ilegal de armas e drogas, sem nada ter sido encontrado; um indiciamento por tentativa de sequestro e formação de quadrilha, em 2007; e uma detenção ao lado da esposa, Aline Kezh, após passarem por um posto da Receita Federal na divisa entre Brasil e Paraguai, em 2014, com uma espingarda e munição escondidas no carro. Eles foram liberados após pagarem R$ 55 mil de fiança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marcello Antony

Ator da Globo, Marcello Antony foi preso ao ser visto negociando a compra de 100 gramas de maconha com um traficante de Porto Alegre (RS), em abril de 2004. Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, passou a noite preso no Presídio Central da capital gaúcha, prestou depoimento e foi liberado no dia seguinte.

O ator, que gravava um curta-metragem na cidade, deu um cheque de R$ 400 ao traficante, valor considerado alto pela polícia frente à quantidade de droga que estava sendo negociada, sendo o jornal Zero Hora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Charles Paraventi

Famoso por sua participação em Malhação, Charles Paraventi foi flagrado com três trouxinhas de maconha na Favela da Rocinha, no Rio, no final de abril de 2006. O ator ofereceu R$ 20 mil e mais uma Parati aos policiais que fizeram a ocorrência, sendo conduzido também por tentativa de suborno. Junto com ele, foi presa uma mulher que tinha quatro papelotes de cocaína.

Paraventi foi solto após dois dias. O fato voltou a ocorrer em dezembro do mesmo ano, quando o ator foi preso com um cigarro de maconha. Posteriormente, ele foi demitido da Globo. Mais tarde, em 2011, foi detido acusado de agredir a ex-mulher, mas acabou absolvido do processo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ricardo Dualib

Em julho de 2006, o ator e desenhista, Ricardo Dualib, neto do ex-presidente do Corinthians, Alberto Dualib, invadiu o Projac (atual Estúdios Globo) armado com uma pistola, atirando para o alto e anunciando um assalto. Ele se dirigiu ao setor B do local, onde estavam sendo gravadas cenas de Cobras & Lagartos, mas acabou detido por seguranças da emissora.

Dualib foi autuado por disparo de arma de fogo e uso de armamento de calibre restrito. Segundo o ator, sua intenção não era machucar ninguém, mas sim chamar atenção dos diretores da Globo para mostrar seu trabalho. Ele havia feito figuração na novela alguns meses antes, mas foi desligado em seguida.

Dado Dolabella

Sempre envolvido em confusões, o ator Dado Dolabella foi preso em março de 2009, após desrespeitar duas vezes a ordem judicial de manter distância de sua ex-namorada, Luana Piovani, que anteriormente a acusou de agressão. O advogado do ator, Michel Assef, declarou ao jornal Folha de S.Paulo que a prisão não tinha fundamento, já que Dado não sabia da presença da atriz no mesmo local nas duas ocasiões.

“A Lei Maria da Penha é muito dura e precisa ser respeitada, não é brincadeira. Se ele chegou em um lugar onde a Luana estava, deveria ter saído do local”, rebateu a delegada responsável pelo caso.

Dado também já foi preso duas vezes por dever o pagamento de pensão alimentícia, anos mais tarde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fábio Assunção

Tendo passado por vários problemas envolvendo drogas nos últimos anos, o ator Fábio Assunção foi preso no dia 24 de junho de 2017, em Arcoverde (PE), após exagerar no consumo de álcool e arrumar confusão em um bar local. Após brigar com populares, ele foi preso por desacato a autoridade.

Sua segunda detenção ocorreu em maio de 2018, quando ele se envolveu em um acidente de trânsito e não quis fazer o teste do bafômetro. Assunção foi autuado por embriaguez ao volante e solto após o pagamento de fiança.

Whatsapp


Leia também